Warner Bros. dá seu ok à realização de dois filmes "Hobbit"

Direção será do cineasta Peter Jackson, o mesmo da trilogia "O Senhor dos Aneis"

Reuters |

A Warner Bros. informou que deu sinal verde para o início das filmagens de dois filmes baseados no livro "O Hobbit", de J.R.R. Tolkien, pondo fim a meses de especulação sobre a possibilidade de a história finalmente virar um filme de Hollywood.

Peter Jackson, que dirigiu o sucesso de bilheteria "Senhor dos Anéis", trilogia que tem alguns dos mesmos personagens de "The Hobbit", estará à frente do filme, que começa a ser produzido em fevereiro, disse a Warner Bros.

Jackson co-escreveu os roteiros com Fran Walsh, Philippa Boyens e o diretor Guillermo del Toro.

"Explorar o mundo de Tolkien vai muito além de uma experiência cinematográfica normal", disse Jackson em comunicado.

"É uma viagem até um lugar muito especial de imaginação, beleza e drama. Estamos ansiosos para tornar a entrar nesse maravilhoso mundo com Gandalf e Bilbo."

O filme, uma co-produção da Warner Bros, da sua nova divisão de produção New Line Cinema e da Metro-Goldwyn-Meyer, estava parado na etapa de pré-produção há meses por causa das dificuldades financeiras enfrentadas pela MGM.

Inicialmente, del Toro havia sido chamado para dirigir e Jackson para produzir o filme mas, por causa dos atrasos, del Toro teve de abandonar o projeto em maio, para cuidar de outros compromissos.

A Warner Bros e a MGM fizeram um acordo que permite que a MGM cubra a sua metade dos custos de produção, estimados em 500 milhões de dólares, o que inclui gastos com as filmagens em 3D, de acordo com declarações dadas ao jornal especializado em show business, The Hollywood Reporter.

"The Hobbit" é baseado nas aventuras de Bilbo Bolseiro, um hobbit que mora na Terra Média, que é cheia de magos, elfos e outros personagens fantasiosos. Bilbo sai em busca de um tesouro guardado por um dragão.

O livro, que foi publicado pela primeira vez em 1937, é o precursor da trilogia "Senhor dos Anéis," que também acontece na Terra do Meio-mundo.

A trilogia dos "Anéis" arrecadou quase 3 bilhões de dólares no mundo inteiro, e, em 2003, o capítulo final, "O retorno do Rei" encantou a Academia, e levou o Oscar das 11 categorias em que concorreu ao prêmio, incluindo o de melhor filme.

    Leia tudo sobre: O Hobbit

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG