Walt Disney fecha venda da Miramax por R$ 1 bilhão

Transação concede a Filmyard direitos de exploração de mais de 600 filmes

EFE |

A companhia Walt Disney fechou ontesm a venda dos estúdios Miramax Films por mais de US$ 660 milhões (cerca de R$ 1 bilhão) para o grupo de investidores Filmyard Holdings LLC, liderado pelo magnata da construção Ronald Tutor.

A transação, que conclui a prolongada busca por um comprador para a Miramax, concede ao grupo Filmyard os direitos de exploração de mais de 600 títulos, com filmes como "Pulp Fiction - Tempo de Violência" e "Shakespeare Apaixonado", segundo informou a edição digital do jornal The Hollywood Reporter.

Há a previsão de que a Miramax se concentre principalmente em aumentar a rentabilidade de seu catálogo atual, preterindo o desenvolvimento de novos projetos para a telona.

A Filmyard já manteve reuniões com o Google para negociar um acordo que permita levar seus filmes ao YouTube. A empresa também está em conversas com a Netflix para firmar uma parceria com a plataforma. Mike Lang, ex-executivo do grupo News Corporation, será o novo diretor-executivo da Miramax.

    Leia tudo sobre: MiramaxWalt Disneyhollywood

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG