Vou trabalhar para que vejam a Marina Silva em cena

Atriz Lucy Ramos fala ao iG sobre a expectativa de interpretar a ex-senadora no cinema

Guss de Lucca, iG São Paulo |

Divulgação
Foto do teste de Lucy Ramos para o papel da ex-ministra Marina Silva
Escolhida pela diretora Sandra Werneck para interpretar a ex-senadora Marina Silva no cinema, a atriz Lucy Ramos conversou com o iG sobre o processo de seleção, a expectativa com o papel e o comentário da ambientalista sobre sua beleza .

Siga o iG Cultura no Twitter

Conhecida por papeis menores na TV, em seu último trabalho a modelo e atriz pernambucana substituiu Taís Araújo na novela "Cordel Encantado", que havia deixado o papel para cuidar de sua gravidez.

O filme sobre Marina Silva tem como título provisório "Marina e o Tempo", e deve estrear no segundo semestre de 2013 .

iG: Qual é a sua expectativa em protagonizar o filme sobre a ex-senadora?
Lucy Ramos:
A melhor possível! Esse será o meu primeiro personagem de importância no cinema. Estou muito feliz por isso e principalmente por representar uma mulher que está fazendo diferença na história do Brasil, uma cidadã tão querida por todos.

iG: Como foi a preparação para concorrer ao papel?
Lucy Ramos:
Assim que soube do teste fui atrás de informações para conhecer a história de Marina Silva. Vi alguns vídeos com entrevistas, debates, discursos... E pesquisei sobre sua biografia.

iG: Qual momento da vida dela mais a tocou?
Lucy Ramos:
Ao ler o livro sobre ela, cada página me emocionava. A Marina tem uma história de luta que todos precisam e merecem conhecer. Passou por muitas coisas difíceis, sempre com muita garra, sem desistir da vida. Isso já é um grande exemplo. É evidente que todos nós passamos por dificuldades, mas temos que superá-las da melhor maneira possível. Vejo essa superação na vida dela.

Leia também: Lucy Ramos viverá Marina Silva no cinema

iG: Publicamos uma fotografia sua vestida e maquiada como a Marina Silva. Como se sentiu quando se viu caracterizada?
Lucy Ramos:
No teste passei por vários momentos da vida da Marina, de criança aos seus 38 anos. Foram duas horas de teste. E durante essas duas horas uma maquiadora mudava o meu cabelo e minha roupa, mas eu não tinha ideia de como ficava. E nem queria saber. Essa foto foi o último look e a última cena do teste. Então já estava com a energia da Marina. Só fui ver bem depois e achei que ficou parecida. Na verdade, todos acharam (risos). Só sei que naquele momento do teste estava querendo ao máximo esquecer minha pessoa e ser a Marina por completo.

iG: De acordo com a diretora Sandra Werneck, a Marina elogiou sua atuação e disse que você é mais bonita que ela. O que pensa disso?
Lucy Ramos:
Fico muito feliz em saber que fui elogiada, mas atuar é meu trabalho e faço com dedicação máxima. Quanto à beleza, não fico pensando. Vou trabalhar muito para que vejam a Marina em cena. Que passem a viajar na história, que é o mais importante. É como a própria Marina Silva brincou em uma entrevista: "Quem foi que disse que a arte tem de imitar a realidade? A arte é para superar a realidade".

Divulgação/Rede Globo
A atriz Lucy Ramos durante gravação da novela "Cordel Encantado"
iG: Já encontrou com a ex-senadora após a escolha?
Lucy Ramos:
Eu não conhecia a Marina. E achava que só ia conhecê-la ano que vem, mas o destino nos juntou antes do esperado. Em novembro, no dia 24, fui mestre de cerimônia do Prêmio Personalidade Acreana, em que a Marina Silva foi a homenageada. Ali, a vi pela primeira vez. Falaram-me que quando eu a encontrasse iria sentir uma coisa boa, uma energia positiva. Porque ela era diferente, especial. De fato eu fiquei muito emocionada, ela tem algo diferente, é iluminada, é simples, fez questão de dar atenção e tirar fotos com todos que pediam, sempre com um sorriso sincero e acolhedor. E naquele dia ela tinha dito que a sua pressão tinha subido e que estava um pouco indisposta. Claro que se ela não falasse, não teria percebido. Ela é tudo que parece ser. Mais do que nunca, posso dizer que tenho muito orgulho de poder representar a Marina Silva no cinema.

iG: Pediria a ela algumas dicas de como interpretá-la?
Lucy Ramos:
Não tinha pensado nisso. Mas não sei, quem sabe.

"Querem que os jovens sejam pragmáticos. Isso seria o fim da civilização", diz Marina Silva

iG: Você sente uma cobrança por estar representando alguém vivo?
Lucy Ramos:
Não uma cobrança, mas sei que minha responsabilidade é maior, pois não é um personagem onde posso inventar e criar maneiras diferentes de interpretar. Quem for assistir ao filme quer ver a Marina na tela e não a Lucy fazendo a Marina. Gosto de desafios e personagens que exijam de mim. Tenho um presente nas mãos.

iG: Votou na Marina Silva na última eleição presidencial?
Lucy Ramos:
O voto é secreto (risos), mas te digo que não consegui votar porque estava trabalhando fora de São Paulo, local onde eu voto.

    Leia tudo sobre: marina silvalucy ramoscinema

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG