Veneza aplaude filme de Oliver Stone sobre Chávez

O documentário do diretor norte-americano Oliver Stone sobre a revolução pacífica do venezuelano Hugo Chávez foi recebido neste domingo com muitos aplausos no Festival de Veneza.

AFP |


Apresentado fora de competição para a imprensa, "South of the border" (Ao sul da fronteira), descreve em 75 minutos, com diversas entrevistas e anúncios feitos pelas redes de comunicação norte-americanas, as mudanças políticas atravessadas pela América Latina nos últimos dez anos a partir da eleição de Chávez, em 1988.

"Sim, é possível mudar o curso da história, esta é uma revolução pacífica, mas armada", afirma Chávez, que não descartou assistir à apresentação oficial do documentário, nesta segunda-feira no Lido veneziano, um gesto inusitado na história do mais antigo festival cinematográfico.

Por motivos de segurança, Chávez, que realiza atualmente um giro por vários países de Ásia, África e Europa, não pode confirmar oficialmente sua visita, embora militares venezuelanos da Casa Presidencial tenham sido vistos pelos arredores do Palácio do Cinema.

Uma grande delegação de dirigentes venezuelanos já se encontra no Lido e uma representante do Gabinete de Imprensa da Presidência "não descartou" à AFP a chegada do mandatário.

Para Stone, autor de "Comandante" (2003), sobre o líder cubano Fidel Castro, e de "Salvador" (1986), sobre o conflito na América Central, Chávez "não é o inimigo público número um" que os Estados Unidos temem e acusam.

Apesar da aquiescência com que trata o líder venezuelano, o filme é um importante documento histórico que reúne as opiniões de sete presidentes latino-americanos sobre a evolução política da região, entre eles o brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva.

"Durante muitos anos tivemos uma elite servil aos Estados Unidos", reconhece Lula no filme.

Stone, de 62 anos, ganhador de três Oscar pelo roteiro do filme "O expresso da meia-noite" (1978) e pela direção de "Platoon" (1986) e "Nascido em 4 de julho" (1989), combina conversas informais com declarações oficiais para apresentar um retrato do líder venezuelano.

Escrito por Stone ao lado do intelectual de esquerda anglo-paquistanês Tariq Ali, o documentário critica a tradicional visão dos Estados Unidos, que veem a região como seu "quintal".

Leia as últimas notícias do Festival de Veneza

    Leia tudo sobre: cinemafestival de venezahugo chávez

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG