Vendas de DVD e Blu-ray caem 20% nos Estados Unidos

Pesquisa mostra que gasto com filmes e programas de TV na internet cresceu 33% no primeiro trimestre

iG São Paulo |

Divulgação
Último filme da saga Harry Potter deve amenizar perdas da indústria
As vendas de DVD e Blu-ray caíram 20% nos Estados Unidos no primeiro trimestre de 2011 em relação ao mesmo período do ano passado, de acordo com pesquisa do Digital Entertainment Group. O mercado teve uma movimentação de US$ 2 bilhões, ante US$ 2,58 bilhões em 2010. A pesquisa também apontou que o número de aluguéis de DVDs em cadeias como a Blockbuster caiu 36%, registrando US$ 440 milhões.

O gasto com streaming de filmes e programas de televisão, no entanto, teve um crescimento de 33%, chegando US$ 695 milhões. A soma não foi suficiente, porém, para cobrir o déficit de 10% registrado com o total de gastos com entretenimento doméstico, chegando a US$ 4,18 bilhões.

A pesquisa aponta que a indústria do cinema está enfrentando, uma década depois, o mesmos problemas que a indústria musical enfrentou, com a mudança para o consumo digital - sendo que ele não compensa as quedas com os produtos físicos. "A indústria tem apresentado ganhos modestos em áreas importantes", destaca o documento.

O texto aponta ainda que, em 2010, houve quatro grandes lançamentos que resultaram, juntos, em uma arrecadação de US$ 1 bilhão e que neste ano não houve correspondentes no primeiro trimestre. O relatório aponta, no entanto, que as vendas nas primeiras semanas do segundo trimestre cresceram 20% em relação a 2010. O lançamento de blockbusters como o último filme da saga Harry Potter também é visto como uma possibilidade de a queda geral em 2011 ser revertida.

A pesquisa surge na mesma semana em que diretores de cinema escreveram uma carta em protesto à diminuição do tempo de exclusividade das salas de cinema em relação aos filmes lançados. Os grandes estúdios de cinema resolveram liberar os filmes para download doméstico após 60 dias de sua estreia, contra os 120 dias anteriores, numa tentativa de conter as quedas de rendimento com a internet.

    Leia tudo sobre: indústria cinematográficamercado

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG