Um dos principais comediantes do século 20, Chico Marx morria há 50 anos

O mais velho dos irmãos Marx tornou-se conhecido pelos trambiques que armava para ganhar dinheiro fácil

Bruno Rico, especial para o iG |

“Você vai acreditar em quem: em mim ou nos seus olhos?”. Com frases de humor nonsense como essa, os Irmãos Marx marcaram a história da comédia mundial.

Chico, Groucho e Harpo foram um dos primeiros artistas a adaptar a comédia ao cinema falado (outro irmão, Zeppo, participou apenas dos cinco primeiros filmes). Há 50 anos, em 11 de outubro de 1961, o mais velho deles, Chico, morria de aterosclerose . Ele tinha 74 anos.

Getty Images
Chico, Groucho e Harpo, os Irmãos Marx, em imagem de 1935

Chico tornou-se conhecido no teatro de Nova York na década de 1920 por seu falso sotaque italiano e pelos trambiques que armava para conseguir dinheiro fácil ( veja vídeo no final do texto ). Seu parceiro era Harpo, um mudo tocador de harpa que guardava objetos absurdos – como um café expresso - no bolso do casaco. O terceiro era Groucho, o mais falante, conhecido pelo bigode e pelas sobrancelhas grossas.

Juntos, emendavam frases rápidas e desconexas para aplicar golpes. Às vezes, vendiam gato por lebre. Às vezes, lebre por gato. O público adorava a anarquia, como no trecho abaixo, de "Diabo a Quatro" (1933):

Groucho: Ouça, tenho um trabalho bom para você, mas primeiro terei que lhe fazer umas perguntas. O que é, o que é: tem quatro calças, vive na Filadélfia, nunca chove, mas molha?
Chico: Essa é difícil.
Groucho: Te dou três chances.
Chico: Bem, deixe-me ver. Tem quatro calças, vive na Filadélfia... É homem ou mulher?
Groucho: Acho que sim.
Chico: Está morto?!
Groucho: Quem?
Chico: Eu não sei. Desisto.
Groucho: Desisto também.

Os Irmãos Marx, ao lado de "O Gordo e o Magro", foram um dos primeiros grupos a traduzir com sucesso a comédia para o cinema falado. Entre seus antecessores no cinema mudo havia Charlie Chaplin e Buster Keaton. Ambos consagraram um outro estilo de riso, mais denso e poético.

Mas, para Hollywood, não funcionava como deveria. A solução veio da piada anárquica que os Irmão Marx faziam nos espetáculos vaudeville - shows de apelo popular que reuniam dançarinos, cantores, acrobatas, animais treinados, curtas-metragem, shows de horror etc.

O grupo fez suas primeiras aparições no início do século passado. Groucho foi o primeiro. Aos 15 anos, em 1905, respondeu a um anúncio de jornal e entrou para um grupo no qual interpretava personagens exóticos. Não deu certo. Mas insistiu. Respondeu a outro anúncio e foi para o Texas apresentar o numero “A Dama e o Tigre”. Não durou muito. Voltou para Nova York e seguiu tentando.

Aos poucos, seus irmãos (e até a mãe, Minnie) foram incorporados aos shows e o sucesso foi alcançado gradativamente. Os dois irmãos mais novos, Gummo e Zeppo, chegaram a integrar o grupo neste período. Em 1925, ocuparam uma sala da Broadway, onde faziam 275 apresentações do espetáculo “The Cocoanuts”. Em 1929, o espectáculo foi levado ao cinema e os Irmãos Marx inauguraram a carreira na "tela cinza”. Os dois maiores sucessos foram “Diabo a Quatro” (1933) e “Uma Noite na Ópera” (1935).

Chico ficou conhecido na vida fora dos palcos pelo vicio pelo jogo. Seu nome verdadeiro era Leonard. Ganhou o apelido pela fama que tinha com as mulheres, as quais chamava de “chicks”. Quando perguntado por um jornalista quanto havia perdido com jogos de azar, respondeu: “Pergunte a Harpo quanto ele juntou e obterá o valor”.

Harpo morreu em 1964, aos 75 anos. Groucho, em 1977, aos 86 anos. Gummo, em 1977, aos 84. Zeppo, em 1979, aos 78 anos.

null

    Leia tudo sobre: Irmãos Marxcinema

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG