"Tropa 2" e "Chico Xavier" lideram indicações de "Oscar" nacional

Grande Prêmio do Cinema Brasileiro será entregue no final de maio no Rio

iG São Paulo |

Divulgação
Wagner Moura em "Tropa de Elite 2"
Os filmes "Tropa de Elite 2" e "Chico Xavier" são os líderes em indicações da 10ª edição do Grande Prêmio do Cinema Brasileiro. Cada um deles concorre a 16 estatuetas na festa, promovida pela Academia Brasileira de Cinema, cujos sócios – cerca de 250 profissionais do setor no país – elegem os ganhadores. A dupla concorre a melhor filme de ficção do ano, ao lado de "As Melhores Coisas do Mundo", "5 X Favela, Agora Por Nós Mesmos", "Olhos Azuis" e "Viajo Porque Preciso, Volto Porque te Amo".

O casal Luiz Carlos e Lucy Barreto, responsável pela produção de mais de 80 longas-metragens, como "Terra em Transe", "Dona Flor e Seus Dois Maridos" e "O Que É Isso Companheiro?", será o homenageado deste ano. A cerimônia de entrega será realizada no dia 31 de maio no Teatro João Caetano, Rio de Janeiro. Cerca de 1,2 mil convidados são esperados no tapete vermelho do "Oscar" do cinema nacional.

O público poderá votar no site oficial da Academia Brasileira de Cinema nas categorias de melhor longa-metragem de ficção, documentário e melhor longa-metragem estrangeiro.

Confira a lista completa de indicados ao GP do Cinema Brasileiro 2011:

Melhor Longa–Metragem de Ficção
“5 X Favela, Agora Por Nós Mesmos”, de Manaira Carneiro, Wagner Novais, Rodrigo Felha, Cacau Amaral, Luciano Vidigal, Cadu Barcelos e Luciana Bezerra
“Chico Xavier”, de Daniel Filho
“As Melhores Coisas do Mundo”, de Laís Bodanzky
“Olhos Azuis”, de José Joffily
“Tropa de Elite 2”, de José Padilha
“Viajo Porque Preciso, Volto Porque te Amo”, de Karim Ainouz e Marcelo Gomes

Melhor Longa–Metragem Documentário
“Dzi Croquettes”, de Raphael Alvarez e Tatiana Issa
“O Homem que Engarrafava Nuvens”, de Lírio Ferreira
“José e Pilar”, de Miguel Gonçalves Mendes
“Uma Noite em 67”, de Renato Terra e Ricardo Calil
“Rita Cadillac – A Lady do Povo”, de Toni Venturi

Melhor direção
Daniel Filho, por “Chico Xavier”
José Joffily, por “Olhos Azuis”
José Padilha, por “Tropa de Elite 2”
Karim Ainouz e Marcelo Gomes, por “Viajo Porque Preciso, Volto Porque te Amo”
Laís Bodanzky, por “As Melhores Coisas do Mundo”

Melhor Atriz
Alice Braga, por “Cabeça a Prêmio”
Christiane Torloni, por “Chico Xavier”
Glória Pires, por “Lula, O Filho do Brasil”
Ingrid Guimarães, por “De Pernas pro Ar”
Marieta Severo, por “Quincas Berro D’Água”

Melhor Ator
Ângelo Antônio, por “Chico Xavier”
Chico Diaz, por “O Sol do Meio-Dia”
Marco Nanini, por “O Bem Amado”
Nelson Xavier, por “Chico Xavier”
Paulo José, por “Quincas Berro D’Água”
Wagner Moura, por “Tropa de Elite 2”

Melhor Atriz Coadjuvante
Cassia Kiss, por “Chico Xavier”
Denise Fraga, por “As Melhores Coisas do Mundo”
Elke Maravilha, por “A Suprema Felicidade”
Leandra Leal, por “Insolação”
Roberta Rodrigues, por “5 x Favela, Agora Por Nós Mesmos”
Tainá Muller, por “Tropa de Elite 2”

Melhor Ator Coadjuvante
André Mattos, por “Tropa de Elite 2”
André Ramiro, por “Tropa de Elite 2”
Caio Blat, por “As Melhores Coisas do Mundo”
Cassio Gabus Mendes, por “Chico Xavier”
Hugo Carvana, por “5 x Favela, Agora Por Nós Mesmos”
Irandhir Santos, por “Tropa de Elite 2”

Melhor Direção de Fotografia
Gustavo Hadba, por “Lula, O Filho do Brasil”
Lauro Escorel, por “A Suprema Felicidade”
Lula Carvalho, por “Tropa de Elite 2”
Nonato Estrela, por “Chico Xavier”
Toca Seabra, por “Quincas Berro D’Água”

Melhor Direção de Arte
Adrian Cooper, por “Quincas Berro D’Água”
Cassio Amarante, por “As Melhores Coisas do Mundo”
Claudio Amaral Peixoto, por “Chico Xavier”
Clóvis Bueno, por “Lula, O Filho do Brasil”
Tiago Marques Teixeira, por “Tropa de Elite 2”

Melhor Figurino
Andrea Simonetti, por “Eu e Meu Guarda-Chuva”
Bia Salgado, por “Chico Xavier”
Clâudia Kopke, por “O Bem Amado”
Cláudia Kopke, por “Tropa de Elite 2”
Kika Lopes, por “Quincas Berro D’Água”

Melhor Maquiagem
Ana Van Steen, por “Eu e Meu Guarda-Chuva”
Ana Van Steen, por “Lula, O Filho do Brasil”
Lu Moraes, por “O Bem Amado”
Marisa Amenta, por “Quincas Berro D’Água”
Martin Macias Trujillo, por “Tropa de Elite 2”
Rose Verçosa, por “Chico Xavier”

Melhores Efeitos Visuais
“Tropa de Elite 2”
“Nosso Lar”
“Quincas Berro D’Água”
“Eu e Meu Guarda-Chuva”
“Chico Xavier”

Melhor Roteiro Original
Bráulio Mantovani e José Padilha, por “Tropa de Elite 2”
Bruno Mazzeo, João Avelino e Rosana Ferrão por “Muita Calma Nessa Hora”
Autoria coletiva, “5 x Favela, Agora Por Nós Mesmos”
Karim Ainouz e Marcelo Gomes, por “Viajo Porque Preciso, Volto Porque te Amo”
Luiz Bolognesi, por “As Melhores Coisas do Mundo”
Marcelo Saback e Paulo Cursino, por “De Pernas pro Ar”
Melanie Dimantas e Paulo Halm, por “Olhos Azuis”

Melhor Roteiro Adaptado
Adriana Falcão, Bernardo Guilherme, Marcelo Gonçalves e Toni Vanzolini por “Eu e Meu Guarda-Chuva”
Claudio Paiva e Guel Arraes, por “O Bem Amado”
Esmir Filho e Ismael Caneppele, por “Os Famosos e os Duendes da Morte”
Marcos Bernstein, por “Chico Xavier”
Sérgio Machado, por Quincas Berro D’Água”

Melhor Montagem - Ficção
Daniel Rezende, por “As Melhores Coisas do Mundo”
Daniel Rezende, por “Tropa de Elite 2”
Diana Vasconcellos, por “Chico Xavier”
Karen Harley, por “Viajo Porque Preciso, Volto Porque te Amo”
Quito Ribeiro, por “5 x Favela, Agora Por Nós Mesmos”

Melhor Montagem - Documentário
Bernardo Pimenta, por “Utopia e Barbárie”
Cláudia Rita Oliveira, por “José e Pilar”
Daniel Garcia e Mair Tavares, por “O Homem que Engarrafava Nuvens”
Jordana Berg, por “Uma Noite em 67”
Raphael Alvarez, por “Dzi Croquettes”

Melhor Som
“Nosso Lar”
“Quincas Berro D’Água”
“Tropa de Elite 2”
“As Melhores Coisas do Mundo”
“Chico Xavier”

Melhor Trilha Sonora
Beto Villares, por “Quincas Berro D’Água”
Bid, por “As Melhores Coisas do Mundo”
Cristovão Bastos, por “A Suprema Felicidade”
Guto Graça Mello e MV Bill, por “5 x Favela, Agora Por Nós Mesmos”
Guto Graça Mello, por “O Homem que Engarrafava Nuvens”

Melhor Trilha Sonora Original
Adriana Calcanhoto, Bruno Palazzo e outros, por “José e Pilar”
Cláudio Lins e Cláudio Tovar, por “Dzi Croquettes”
Egberto Gismonti, por “Chico Xavier”
Jaques Morelenbaum, por “Olhos Azuis”
Pedro Bromfman, por “Tropa de Elite 2”

Melhor Curta-Metragem Ficção
“Alguém Tem que Honrar Esta Derrota”, de Leonardo Esteves
“Avós”, de Michael Wahrmann
“Ensaio de Cinema”, de Allan Ribeiro
“Eu Não Quero Voltar Sozinho”, de Daniel Ribeiro
“Recife Frio”, de Kleber Mendonça Filho

Melhor Curta-Metragem Documentário
“Ave Maria ou Mãe dos Sertanejos”, de Camilo Cavalcante
“Dois Mundos”, de Thereza Jessouroum
“Faço de Mim o Que Quero”, de Petrônio Lorena e Sérgio Oliveira
“Geral”, de Anna Azevedo
“Urbe”, de Marcos Pimentel

Melhor Longa-Metragem Infantil
“A Casa Verde”, de Paulo Nascimento
“Eu e Meu Guarda-Chuva”, de Toni Vanzolini
“High School Musical – O Desafio”, de César Rodrigues

Melhor Curta-Metragem de Animação
“Os Anjos do Meio da Praça”, de Alê Camargo e Camila Carrossine
“Bonequinha do Papai”, de Luciana Eguti e Paulo Muppet
“Eu Queria Ser Um Monstro”, de dirigido por Marão
“Menina da Chuva”, de Rosaria
“Tempestade”, de Cesar Cabral

Melhor Longa-Metragem Estrangeiro
“A Fita Branca”, Alemanha, de Michael Haneke
“A Origem”, Estados Unidos, de Christopher Nolan
“O Pequeno Nicolau”, França, de Laurent Tirard
“A Rede Social”, Estados Unidos, de David Fincher
“O Segredos de Seus Olhos”, Argentina, de Juan José Campanella

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG