Ator vai testemunhar contra três pessoas que usaram seu nome em uma linha de moda não autorizada

Roma - O Tribunal Penal de Milão prepara-se para receber no próximo dia 16 de julho o ator americano George Clooney, que dará seu testemunho em julgamento com três acusados pela criação de uma linha de moda não autorizada que levava seu nome.

Segundo informa nesta terça-feira o jornal milanês "Corriere della Sera", o juiz Pietro Caccialanza ordenou às Forças de Segurança que preparem um dispositivo especial perante a chegada de Clooney, pela provável afluência extraordinária de jornalistas, fotógrafos e curiosos. Na audiência desta segunda-feira do processo, na qual testemunharam alguns agentes que participaram da investigação do caso, Caccialanza justificou este desdobramento excepcional pela necessidade de um "desenvolvimento regular da audiência" devido à "popularidade do personagem".

Há uma sala com "grande capacidade" que permitirá que os curiosos "estejam perto de seu herói", disse o juiz na segunda-feira. Os advogados do ator, que tem um relacionamento com a italiana Elisabetta Canalis e que se constituiu como parte civil do processo, garantiram a presença de Clooney na audiência, prevista para as 12h locais (7h de Brasília) no Tribunal Penal de Milão. Os três acusados na causa de Milão, cidade próxima à mansão que Clooney tem no entorno do lago de Como (norte da Itália), são acusados de, entre outros delitos, fraude, falsificação e receptação.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.