Tom Hardy fala sobre o terceiro "Batman" e seus próximos filmes

Ator britânico relata a dificuldade em interpretar o vilão Bane e elogia Meryl Streep em "A Dama de Ferro"

iG São Paulo |

Em entrevista ao The Mirror, o ator Tom Hardy conversou sobre a dificuldade em interpretar Bane, o vilão do último filme da atual trilogia de "Batman". De acordo com o britânico, a franquia do herói é tão espetacular que ele "se sente privilegiado por fazer parte."

"É um elenco fantástico para se trabalhar, todos muito talentosos. Eu amei poder interpretar o cara mau, mas não foi fácil pra mim, um rapaz de East Sheen, no sul de Londres. Tive que trabalhar para não ser muito legal. Normalmente sou um cara legal", disse.

Siga o iG Cultura no Twitter

Hardy também contou que não pensa sobre o que pode mudar em sua vida e carreira após a estreia do filme, marcada para 27 de julho deste ano. "Eu só quero aproveitar. E vou continuar comprando leite na lojinha da esquina".

Entre os projetos do ator para depois de "O Cavaleiro das Trevas Ressurge" está o papel principal no novo "Mad Max", filme que lançou o astro Mel Gibson em 1979, e uma nova versão do gangster Al Capone no próximo projeto do diretor David Yates.

Leia também: Tom Hardy coroa bom momento com "Warrior"

"Vou aprender italiano para o filme. Tenho 18 meses antes das filmagens, mas não sei quanto tempo vou precisar - o estúdio está pagando tudo. Não acho que será tão difícil, é o que você faz para interpretar um personagem."

Ainda sobre o papel do mafioso, Hardy citou a atuação da atriz norte-americana Meryl Streep em "A Dama de Ferro" como exemplo de cinebiografia bem sucedida.

"Fiquei amedrontado em fazer um personagem real depois de ver Meryl Streep interpretando Margaret Thatcher. Como eu posso superar isso? Ela verdadeiramente viveu e respirou esse papel. Isso foi definitivamente um placar Estados Unidos 1 x Reino Unido 0", brincou.

Leia também: Os 20 filmes mais aguardados de 2012

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG