Amanhecer, último longa da série, estão ameaçadas" / Amanhecer, último longa da série, estão ameaçadas" /

Tiroteio no Rio afugenta equipe de Crepúsculo

Filmagens no Brasil de Amanhecer, último longa da série, estão ameaçadas

AFP |

Divulgação
Edward (Robert Pattinson) e Bella (Kristen Stewart): mais longe do Brasil
O elenco e equipe da série vampiresca de sucesso Crepúsculo podem abandonar os planos de gravar cenas do último filme no Rio de Janeiro, depois do tiroteio no último fim de semana entre polícia e bandidos, com reféns, num hotel internacional de São Conrado.

A Riofilme, que promove produções cinematográficas na capital carioca, declarou à AFP que estava em negociações com companhia norte-americana Summit Entertainment, responsável pela franquia Crepúsculo no cinema, tentando convencê-la a ficar na cidade. Os planos originais previam que Amanhecer , o quarto e último longa-metragem da série, fosse gravado no Rio, famoso tanto pelas praias espetaculares quanto por sua criminalidade galopante.

No último sábado, 35 pessoas foram mantidas reféns no Hotel InterContinental, quando uma quadrilha ligada ao tráfico tentava escapar da polícia invadiu o local. Os criminosos se renderam após uma troca de tiros ter causado uma morte e seis feridos. Havia 1.550 pessoas no hotel, 40% estrangeiros, embora nenhum tenha se machucado. O caso aparentemente provocou mais medo na equipe do filme do que os vampiros e lobisomens da trama criada pela escritora Stephenie Meyer.

A possível perda de Amanhecer e os cerca de US$ 1 milhão que seriam injetados na economia da cidade tem tirado o sono de muita gente. O colunista do jornal O Globo Ancelmo Góis escreveu que a "guerra do Rio" estaria danificando a reputação da capital, sede das Olimpíadas de 2016 e de parte da Copa de 2014.

    Leia tudo sobre: crepúsculoamanhecerrio de janeirotiroteio

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG