Steven Spielberg convence Michael Bay a filmar em 3D

Diretor de “Transformers – o lado oculto da lua” deu entrevista no Rio para lançar novo filme da série

Valmir Moratelli, iG Rio de Janeiro |

Isabela Kassow
Michael Bay, Rosie Huntington-Whiteley e Josh Duhamel
Michael Bay não queria filmar a sequência de “Transformers” com tecnologia 3D. Em entrevista no Rio de Janeiro, na manhã dessa segunda-feira, 20, o diretor contou que quem o convenceu foi nada mais nada menos que Steven Spirlberg. “Ele me convenceu, apesar de eu me achar das antigas. Alguns filmes foram pensados para 3D depois de prontos, o que é ruim. Este não, a gente foi então lidando com isso desde do começo. E isso só tornou o trabalho mais difícil, mas também dinâmico e diferente”, conta Michael.

Para os atores que atuaram, não houve detrimento de seus trabalhos em relação ao uso exacerbado da tecnologia. Reclamação cada vez mais comum nos estúdios de Hollywood. Para a modelo Rosie Huntington-Whiteley, que substitui Megan Fox no novo longa, estreando no papel de atriz de cinema, a ideia era fazer o filme partindo do desconhecido.

“Não sabia de nada quando fui convidada pelo Michal. Isso facilitou muito a composição de tudo. Adoro as sequencias de ação. Fiquei cheia de hematomas, então isso significa que eu atuei bastante. Não foram só os robôs no computador, não”, brinca a loura.

Leia também: Megan Fox saiu de "Transformers" após comparar diretor a Hitler

Josh Duhamel também aprovou a experiência. “Os críticos adoram implicar com detalhes. Mas o importante é que o filme foi feito para servir ao público”, disse. E concluiu a polêmica com humor. “Eu podia ser perfeitamente um robô, aliás eu não sei se sou de verdade”.

O filme “Transformers – o lado oculto da lua” tem estreia prevista para o dia 1º de julho.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG