Scorsese, Meryl Streep e DiCaprio surgem como possíveis indicados ao Oscar

George Clooney, Spielberg e Glenn Close também são fortes candidatos a entrarem na disputa por estatuetas

EFE |

A menos de três meses da cerimônia de entrega dos prêmios Oscar , a corrida pelas estatuetas já tem uma primeira leva de favoritos - o que prevê uma edição muito disputada entre vários pesos pesados do cinema.

Os trabalhos de Martin Scorsese, Steven Spielberg, Meryl Streep e Leonardo DiCaprio estão entre os favoritos dos críticos de Hollywood - contudo, não descartam o provável triunfo de alguma produção independente. 

Divulgação
Leonardo DiCaprio em 'J. Edgar'

Títulos como "The Artist", filme mudo e em preto-e-branco que remonta ao início da sétima arte francesa, e a estreia em 3D de Scorsese, com "A Invenção de Hugo Cabret", surgem como possíveis indicações ao prêmio de melhor filme.

A categoria de melhor filme terá mais uma vez dez concorrentes, dentre os quais se prevê a presença de "War Horse", drama dirigido por Spielberg sobre um cavalo em tempos de guerra, assim como o filme biográfico sobre o primeiro diretor do FBI, "J. Edgar", de Clint Eastwood, protagonizado por DiCaprio.

Os atentados de 11 de Setembro servem de pano de fundo para o drama de um menino em "Extremely Loud and Incredibly Close", com Tom Hanks e Sandra Bullock, feito sob medida para o Oscar, assim como "O Homem que Mudou o Jogo", com Brad Pitt no papel de um treinador de uma equipe de baseball.

Divulgação
George Clooney em 'Os Descendentes'
Assim como "The Artist", agraciado recentemente pela crítica nova-iorquina , outro filme independente que está dando o que falar é "Os Descendentes", escrito e produzido por Alexander Payne ("Sideways - Entre Umas e Outras"), no qual George Clooney vive um pai cuja família desmorona quando sua mulher sofre um acidente.

Na disputa pelo Oscar estão também "Histórias Cruzadas", sobre a segregação racial no Mississipi na década de 1960; o último de Woody Allen, "Meia-Noite em Paris"; a adaptação americana de "Os Homens que Não Amavam as Mulheres", por David Fincher; o "thriller" de espiões britânicos "Tinker Tailor Soldier Spy"; e a versão de Margaret Thatcher feita por Meryl Streep em "A Dama de Ferro".

Não surpreenderia que os acadêmicos reconhecessem a saga de Harry Potter com uma indicação de sua última parte, "Harry Potter e as Relíquias da Morte - Parte 2", assim como "Shame", ou algum dos filmes estreados pelo popular Ryan Gossling, como "Tudo Pelo Poder" e "Drive", que para muitos já é um filme consagrado.

O trio Clooney ("Os Descendentes"), DiCaprio ("J. Edgar") e Pitt ("Moneyball") está em todas as apostas para o Oscar de melhor ator, uma categoria na qual aparecem também Jean Dujardin ("The Artist"), Gary Oldman ("Tinker Tailor Soldier Spy"), Michael Fassbender ("Shame") e Michael Shannon ("O Abrigo").

Mais remota parece a nomeação de Woody Harrelson por "Rampart", Ryan Gossling por "Tudo Pelo Poder" e para o mexicano Demián Bichir por "A Better Life", cujo nome não aparece nas previsões iniciais, mas para quem o jornal "Los Angeles Times" reivindicou a indicação em artigo publicado em novembro.

O grupo feminino é liderado por uma queda de braço entre dois gigantes: Meryl Streep e Glenn Close por "Albert Nobbs", filme dirigido pelo colombiano Rodrigo García. Correndo por fora, estão Viola Davis ("Histórias Cruzadas"), Michelle Williams ("My Week with Marilyn"), Kirsten Dunst ("Melancolia") e Tilda Swinton ("We Need to Talk About Kevin").

Para o Oscar de direção pode-se esperar um quinteto formado por Spielberg ("War Horse"), Scorsese ("A Invenção de Hugo Cabret"), Eastwood ("J. Edgar"), Alexander Payne ("Os Descendentes") e Michel Hazanavicius ("The Artist"). Dentre as variações possíveis existe espaço para Stephen Daldry ("Extremely Loud and Incredibly Close") e Terrence Malick, por "A Árvore da Vida".

O compositor espanhol Alberto Iglesias, nomeado anteriormente por "O Jardineiro Fiel" (2005) e "O Caçador de Pipas" (2007), é um forte candidato ao prêmio de melhor trilha sonora, por "Tinker Tailor Soldier Spy", além de "A Pele que Habito" (Pedro Almodóvar).

Alberto teria como possíveis rivais Hans Zimmer ("Rango"), John Williams ("War Horse" e "As Aventuras de Tintim"), Alexandre Desplat ("A Árvore da Vida" e "Extremely Loud and Incredibly Close"), Ludovic Bource ("The Artist"), Howard Shore ("A Invenção de Hugo Cabret") e Michael Giacchino ("Super 8", "Missão Impossível - Protocolo Fantasma").

O anúncio das indicações acontecerá em Los Angeles no dia 24 de janeiro e a entrega de prêmios será realizada nessa mesma cidade, em 26 de fevereiro.

    Leia tudo sobre: Oscarcinema

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG