'Roubo nas Alturas' é 'Robin Hood' urbano com roteiro que funciona

Eddie Murphy disse que topou fazer o filme 'para sair um pouco de casa'; Ben Stiller também está no elenco

Carolina Cimenti, de Nova York |

Eddie Murphy rouba a cena em "Roubo nas Alturas". Nada mais adequado: o seu personagem é o único ladrão profissional do filme, que conta a história de um assalto milionário.

O filme é uma espécie de Robin Hood moderno: homem riquíssimo (Alan Alda), investidor da Bolsa, rouba de seus funcionários pobres, que decidem pegar o dinheiro de volta a qualquer custo, inclusive roubando.

Divulgação
Ben Stiller, Eddie Murphy, Matthew Broderick e Gabourey Sidibe em 'Roubo nas Alturas'

Quando questionado sobre por que aceitou fazer "Roubo nas Alturas", Murphy respondeu a um grupo de jornalistas: “para sair um pouco de casa”, arrancando gargalhadas. Depois de virar um dos comediantes mais assistidos do mundo nos anos 1980, Murphy emplacou alguns sucessos nos anos 1090 (como "Dr. Dolittle", por exemplo), mas desde então o seu papel mais popular foi a dublagem do burrinho Donkey no desenho "Shrek".

Porém, aos 50 anos, Eddie Murphy está de volta na sua melhor forma. "Roubo nas Alturas" começa como um filme igual a vários outros: rápidas cenas externas, arranha-céus, a manhã de um dia útil em Nova York... até Josh Kovacs (Ben Stiller) pagar a fiança e retirar Slide (Murphy) da prisão para que ele o ensine a estimulante arte de roubar. A partir daí, os diálogos, as expressões de Murphy e o roteiro mostram mais do que uma comédia tola.

“O filme não é engraçado porque fazemos piadas. Ele é engraçado porque os personagens são pessoas normais em situações bizarras”, explica o diretor Brett Ratner. Stiller diz que não fez esforço para ser engraçado no filme. “Trata-se de um filme em primeiro lugar, e uma comédia em segundo. Mas assim que você coloca Eddie como parte do elenco, não tem por que tentar ser engraçado. O filme vai ser engraçado e pronto”, afirmou.

"Roubo nas Alturas" também está sendo beneficiado por outro Murphy, aquele da lei. O movimento popular Ocupe Wall Street , que critica os altíssimos bônus recebidos pelos banqueiros e as práticas exageradamente arriscadas do mercado financeiro, levantou acampamento em Nova York, mas continua nas capas dos jornais americanos.

“Existem rumores de que fomos nós que organizamos o 'Ocupe Wall Street', só para promover o filme. Infelizmente nós não tivemos essa ideia”, brincou Ratner.

O filme

"Roubo nas Alturas" é a história de Josh Kovacs (Ben Stiller), o administrador de um edifício de luxo de Nova York que, assim como todos os seus funcionários, tem a sua aposentadoria roubada por um investidor-golpista de Wall Street (Alan Alda). Quando Kovacs descobre que o criminoso de colarinho branco está em prisão domiciliar na cobertura do edifício, ele decide montar um esquema semiprofissional para assaltar o apartamento – e é aí que entra Slide (Eddie Murphy), um ladrão de verdade que vai ensinar alguns truques para os assaltantes novatos.

Imagine um "Onze Homens e Um Segredo" urbano, no qual os principais ladrões não são assaltantes de luxo, mas o seu vizinho de mesa no escritório juntamente com o primo dele. As melhores cenas do filme acontecem durante o treinamento organizado por Slide sobre a arte de roubar. Em certo momento, Murphy os desafia a surrupiar algo que valha pelo menos US$ 50 em um shopping center, simplesmente para testar seus alunos. Depois, são os projetos de ladrões que discutem se o personagem de Murphy é realmente um ladrão capacitado. A dúvida permanece até o fim.

Tudo se passa no edifício mais luxuoso e seguro da cidade mais fotogênica do mundo. Na realidade, o filme foi rodado na Trump Tower de Columbus Circle, em uma Nova York que parece bem mais limpa e menos caótica no cinema, principalmente durante as cenas que mostram a parada do Dia de Ação de Graças. O diretor Brett Ratner levou 20 câmeras para a verdadeira parada para obter imagens fidedignas do verdadeiro evento, mas teve que remontar seis quarteirões de parada um dia antes para poder fazer as cenas de ação.

Em vídeo: Ben Stiller organiza leilão de arte para ajudar crianças do Haiti

Stiller está bem no filme, mas Murphy rouba totalmente a cena com um papel que foi literalmente escrito para ele, cheio de oportunidades para expressões faciais hilárias e o roteiro mais sério que o ator recebeu em anos. Outro motivo pelo qual o filme funciona e diverte é Alan Alda, como um vilão dócil e odiável.

Com um elenco talentoso, um cenário melhor do que qualquer cidade cenográfica de Los Angeles e um roteiro criativo, "Roubo nas Alturas" diverte e prova ser melhor do que seu trailer demonstra - fato cada vez mais raro entre as comédias de Hollywood.

    Leia tudo sobre: Roubo nas AlturasEddie MurphyBen Stillercinema

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG