My Son, My Son provoca dose dupla de Werner Herzog na competição de Veneza - Cinema - iG" /

My Son, My Son provoca dose dupla de Werner Herzog na competição de Veneza

VENEZA ¿ Os jornalistas que cobrem o Festival de Veneza tiveram uma overdose de Werner Herzog nesta sexta-feira (04). Pela manhã, assistiram ao caótico ¿The Bad Lieutenant ¿ Port of Call: New Orleans¿, sobre um policial corrupto, viciado em drogas e em jogo, envolvido em muitas confusões. Na sessão das 22 horas, foi a vez de ¿My Son, My Son, What Have Ye Done?¿, revelado poucas horas antes como o filme-surpresa da competição. É isso mesmo: Werner Herzog concorre duplamente ao Leão de Ouro.

Mariane Morisawa, enviada especial a Veneza |

Divulgação

Michael Shannon e Willem Dafoe em My Son, My Son, What Have Ye Done?

Baseado em uma estranha história real, o longa-metragem fala de um rapaz (Michael Shannon) que invade a casa da vizinha em frente e mata sua própria mãe. Uma série de situações absurdas e personagens apatetados preenche a tela, em resultado, no entanto, mais eficiente que The Bad Lieutenant, onde a obsessão é tratada de forma mais confusa.

Aqui, um circo policial se arma em torno do homem, aquartelado em sua casa repleta de flamingos ¿ os animais são uma obsessão do próprio Herzog. Aos poucos, a história pregressa dele e de seu mergulho na loucura vai sendo revelada ao espectador. A graça da maluquice funciona melhor em My Son, My Son, What Have Ye Done?.

O diretor, agora radicado em Los Angeles, parece querer revisitar com ironia a loucura muitas vezes violenta dos Estados Unidos, tantas vezes tratada pelos próprios americanos. Não apresenta nada de novo, mas é divertido.

Leia as últimas notícias do Festival de Veneza

    Leia tudo sobre: festival de venezawerner herzog

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG