Eu sou povo e sou uma vencedora , desabafa Xuxa, homenageada em Gramado - Cinema - iG" /

Eu sou povo e sou uma vencedora , desabafa Xuxa, homenageada em Gramado

GRAMADO ¿ A chegada de Xuxa Meneghel ao Festival de Gramado provocou a comoção que se previa. A cidade parou na noite deste quinta-feira (13) para ver a apresentadora caminhar pelo tapete vermelho e receber uma homenagem por sua contribuição ao cinema brasileiro. No palco, com uma menina nos braços, Xuxa, aos 46 anos, dedicou o Kikito que recebeu ao público infantil e desabafou: ¿Não me arrependo nem um pouco de dizer que sou loura, povo e que sou uma vencedora¿.

Marco Tomazzoni, enviado a Gramado |

Edison Vara / PressPhoto

Xuxa Meneguel com o Kikito especial, entregue pela pequena atriz Julia Veiga, 4 anos

Uma pequena multidão esperou impaciente por uma hora nas laterais da Rua Coberta, que dá acesso ao Palácio dos Festivais. Separadas por duas grades, crianças seguravam cartazes, balançavam balões e gritavam Xuxa, eu te amo, ou o não menos conhecido Xuxa, cadê você, eu vim aqui só pra te ver. Não que as grades importassem muito: o espaço entre as barras de ferro não era páreo para os pequenos fãs, que escapuliam para brincar longe dos pais assim que a segurança dava as costas.

Quando ela enfim apareceu, teve início a gritaria. Caminhando como se estivesse na nave de uma igreja, rumo ao altar que era o Palácio, Xuxa andava vagarosamente, de mãos dadas com o ator Luciano Szafir, pai de sua única filha, Sasha. Paciente, abanava e mandava beijos para o público, enquanto explodiam os flashes dos fotógrafos. Ficou mais de 10 minutos no corpo-a-corpo com os fãs, apertando mãos e dando autógrafos, antes de enfim entrar na sede do festival.

No hall, a apresentadora descerrou uma placa em sua homenagem e seguiu para os bastidores. Ela só entrou na sala de exibição ¿ pela primeira vez com lotação esgotada ¿ quando todo o público já estava acomodado, e a plateia reagiu com mais uma chuva de flashes e gritos. Na tela, entre as imagens de clipe de sua carreira no cinema e do trabalho da Fundação Xuxa Meneghel, Xuxa admitiu em entrevista: Não sou atriz, sou uma apresentadora que usa os filmes para passar a mensagem que quero.

Nunca imaginei que ia estar aqui

Dona da maior média de público da retomada do cinema nacional, Xuxa também é campeã de venda de ingressos: seus filmes já atraíram mais de 28 milhões de pessoas. A estreia nas telonas aconteceu em 1979, no polêmico "Amor, Estranho Amor", de Walter Hugo Khouri, renegado por conter imagens chocantes da apresentadora com um garoto.

Edison Vara / PressPhoto

Sob o olhar da segurança, Xuxa dá atenção aos fãs na frente do Palácio dos Festivais

No total, já acumula 18 longas-metragens, em média um por ano desde 1999, apesar de seus maiores sucessos ¿ "A Princesa Xuxa e os Trapalhões" e "Lua de Cristal" ¿ serem anteriores. Seu último filme, "Xuxa em Sonho de Menina", de 2007, decepcionou nas bilheterias, com apenas 300 mil espectadores. Tizuka Yamazaki dirigirá o próximo filme da cantora, "Xuxa e o Fantástico  Mistério de Feiurinha", uma adaptação da obra de Pedro Bandeira. No elenco, só Zsafir e Sasha estão confirmados até agora.

Edison Vara / PressPhoto

Luciano Szafir e Xuxa em Gramado

Ao subir ao palco de Gramado, Xuxa recebeu o Kikito das mãos de Ana Julia Veiga, 04 anos, que veio ao festival por conta do curta-metragem "Maresia", selecionado para a Mostra Gaúcha. A apresentador pegou a menina no colo, ficou de joelhos para posar para as fotos e a levou até o microfone, quando foi ovacionado pela plateia.

Desde que cheguei, meu coração bateu forte, me deu vontade de cheirar grama, terra. Todo mundo sabe que fui criada no interior gaúcho e na periferia do Rio. Eu sou povo, garantiu. Nunca imaginei que eu ia estar aqui para receber um prêmio, como povo. Fico muito feliz pela organização ter decidido dar esse troféu. Não me arrependo nem um pouco de dizer que sou loura, povo e que sou uma vencedora. Esse prêmio é das crianças, do meu público.

Encerrada a cerimônia, Xuxa desceu do palco e, cercada de fotógrafos, tentou ir até sua poltrona. Os apresentadores do festival tentaram dar sequência à programação da noite e chamaram a diretora argentina Paula Hernandez, que ia exibir o filme Lluvia na competição latina. Ela bem que tentou, mas todo mundo queria mesmo era olhar Xuxa sair por uma porta lateral, ainda seguida por dezenas de jornalistas e curiosos atrás de atenção. Gramado, enfim, teve seu esperado momento de celebridade.

Leia as últimas notícias do Festival de Gramado

    Leia tudo sobre: festival de gramadoxuxa

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG