Prefeitura de São Paulo vai analisar tombamento do Belas Artes

Reunião na próxima terça-feira pode dar sobrevida à tradicional sala de cinema

Agência Estado |

O Belas Artes pode ser tombado a partir de terça-feira (dia 18). O secretário adjunto da cultura do Município, José Roberto Sadek, enviou, em caráter de urgência máxima, um pedido para o Conpresp (Conselho Municipal de Preservação do Patrimônio Histórico, Cultural e Ambiental da Cidade de São Paulo) analisar a possibilidade de tombamento do imóvel.

Se o pedido de analise for aceito, o Belas Artes será considerado tombado até o fim do processo de análise – que pode demorar até seis meses para ser concluído. "Na prática, quer dizer que até o fim da análise, o Belas Artes não poderá sofrer nenhuma modificação, nem se transformar em uma loja", explica Sadek.

Claro que o processo não interfere no direito de propriedade de Flávio Maluf (que não foi encontrado para comentar o caso e, segundo seu advogado, estaria viajando), mas deve influenciar em um desfecho diferente para o caso Belas Artes – que pode, por exemplo, ganhar uma sobrevida e não fechar suas portas no dia 27 de janeiro.

Além da discussão do tombamento do imóvel, entrará em pauta o tipo de destinação deste imóvel. Ou seja, a existência de um cinema naquele mesmo espaço. Para que se preserve o Belas Artes (com suas características culturais) será preciso uma apreciação do Iphan (Instituto de Patrimônio Histórico e Artístico Nacional). "O que não impede o atual dono do imóvel querer, ele mesmo, administrar um cinema ou vender para outra pessoa", fala Sadek. André Sturm, o sócio-proprietário do cinema, já está mais otimista e acreditando no poder da mobilização da sociedade.

Está prevista para sábado, às 17h, uma manifestação em favor do Belas Artes (na frente do próprio cinema). No dia 17, um grupo de manifestantes quer se reunir em frente à casa de Flávio Maluf para protestar contra o fechamento do cinema.

    Leia tudo sobre: belas artescinemasão paulotombamento

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG