Primeira edição do PopPorn ainda terá workshops, performances e mesas de debates

Cena do documentário
Divulgação
Cena do documentário "Dia-a-Dia do Pornô"
"Fluidez Carnal", "Diários Safados" e "10 Dias (Sem Bater)". Os títulos lembram os exibidos em cinemas do centro de São Paulo, mas são alguns dos filmes da programação da primeira edição brasileira do festival PopPorn. O evento, que começa nesta quinta-feira (26), traz produções que estão na fronteira entre a arte e a pornografia. Além de filmes, a mostra inclui workshops, mesas de debates e performances.

A inspiração é o Pornfilmfestival Berlin, que acontece na capital alemã há seis anos. "Aqui no Brasil o evento surgiu de uma ação coletiva que envolve profissionais do mundo das artes, cultura e da comunicação", explica Suzy Capó, uma das idealizadoras do festival.

Entre os novos filmes que o PopPorn vai exibir estão o português "10 Dias (Sem Bater)", sobre um rapaz que decide passar dez dias sem se masturbar para depois fazer um vídeo para a internet, e "Malícia no País das Maravilhas", adaptação erótica do clássico de Lewis Carroll estrelada pela estrela pornô Sasha Grey.

Na área de documentários, os títulos incluem "O Advogado do Viado", sobre o cineasta canadense Bruce LaBruce; "Dia-a-Dia do Pornô", retrato dos bastidores de um filme erótico; e "Meu Amigo Cláudia", história da transsexual Claudia Wonder, morta no ano passado.

Filmes mais antigos também estão na programação. Há desde o clássico "O Último Tango em Paris", de Bernardo Bertolucci, até o sucesso pornô de 1972 "O Diabo na Carne de Miss Jones", passando pela pornochanchada brasileira "Histórias que Nossas Babás Não Contavam".

Logo do PopPorn Festival
Divulgação
Logo do PopPorn Festival
Debates e workshops

O festival também terá três mesas de debates que abordarão alguns aspectos da pornografia e da indústria que a cerca. No dia 29 de maio, a Matilha Cultural receberá, às 17h30, o debate "Sexo @ Internet", que discutirá o atual cenário de consumo de pornografia pela rede com mediação de Carol Parreiras, doutoranda sobre sexo e internet da Unicamp.

"Pornografia & Feminismo" é o tema do debate que será realizado na Galeria Vermelho, no dia 01 de junho, a partir das 19h30. A mediação ficará por conta de Elisa Gargiulo, da banda Dominatrix e ativista feminista. Farão parte da mesa Penélope Nova, VJ da MTV, Bruna Vieira, atriz pornô e stripper virtual, Heloisa Passos, cineasta e fotógrafa e Tica Moreno, cientista social e militante da Marcha Mundial das Mulheres.

Na mesa "Páginas Picantes: O Ardor da Literatura Sexual", a mediadora Vange Leonel conversará sobre as características e rumos da literatura que aborda a sexualidade humana. Farão parte da mesa o também jornalista Ubiratan Muarrek e o escritor Ismael Caneppele. O encontro será na Galeria Vermelho no dia 02 de junho, às 19h30.

No dia 28 de maio, das 16h às 18h30, a Matilha cultural receberá o workshop Home Made Porn Videos, que busca investigar com os participantes formas de criar, de maneira original, filmes eróticos e pornôs caseiros. O workshop é gratuito e os interessados devem enviar uma carta de apresentação e interesse para o email popporn@festivalfilmes.com.br.

O PopPorn Festival ainda inclui uma série de festas, exposições e performances. A programação completa, assim como as sinopses de todos os filmes selecionados, está disponível no site www.popporn.com.br .

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.