Peça é inspirada em ocupações de sem-teto em SP

Atores de "A Invasão" passaram um mês visitando um edifício na Avenida São João

Agência Estado |

Divulgação
Cena do espetáculo "A Invasão"
Na calada da noite, correria para dentro de um prédio vazio, medo de a polícia chegar. "Podem vir, por aqui", ecoa o grito para a multidão. E começa a peça "A Invasão", montagem que estreia amanhã, inspirada em ocupações de sem-teto na capital.

O texto é do dramaturgo Dias Gomes, escrito na década de 1960 sobre a antiga favela vertical do Esqueleto, no Rio. Polêmico já àquela época, foi proibido e ficou dez anos engavetado. "Quisemos retomá-lo porque fala da moradia, problema muito atual da metrópole", diz o diretor Antonio Netto.

Para adequar a montagem à realidade paulistana, os atores ficaram um mês visitando prédios ocupados no centro e convivendo com mais de 150 sem-teto de um prédio invadido na Avenida São João - na madrugada de 4 de outubro, cerca de 2,5 mil pessoas ocuparam quatro edifícios abandonados no centro de São Paulo. A Justiça, então, determinou reintegração de posse e parte do grupo migrou.

"Meu personagem é o primeiro a entrar. Por acaso, cheguei lá (no prédio da São João) e encontrei justo a primeira invasora", conta o ator Leandro Rossato. "Apesar do teor político, quisemos focar nas histórias de vida."

Para "retribuir a visita", o elenco convidou os sem-teto da São João para assistir à pré-estreia, que ocorre hoje. "Vai ser a primeira vez da maioria deles em um teatro", conta o diretor.

Serviço
"A Invasão" - Teatro Commune (Rua da Consolação, 1.218). Sábados, às 19 horas, e domingos, às 18 horas. Telefone: (11) 3476 0792. Ingressos: R$ 40

    Leia tudo sobre: A Invasãoteatro

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG