Paula Barreto fala ao iG sobre saúde do irmão, o diretor Fabio Barreto

Fabio está em coma desde que sofreu acidente, em dezembro passado

Valmir Moratelli, enviado a Miami (EUA) |

Mariana Vianna/ Divulgação
Paula Barreto, produtora e presidente do juri do Brazilian Film Festival of Miami 2010
Paula filma todas as sessões e premieres do longa “Lula – O Filho do Brasil”. Pega cenas de bilheteria, filas na entrada dos cinemas, reação do público. Está tudo documentado. O filme foi o último trabalho de seu irmão, Fabio Barreto.

O cineasta, de 52 anos, sofreu um grave acidente em dezembro quando voltava do aeroporto Internacional Tom Jobim, no Rio. Ele dirigia, quando capotou várias vezes, na saída do Túnel Velho, em Botafogo. O carro despencou de uma altura de quatro metros e o diretor sofreu traumatismo craniano. Recebeu alta em maio deste ano para continuar o tratamento em casa.

Desde então, Fabio não pôde acompanhar a repercussão de seu filme. “Claro que temos esperança. Registro essas pequenas coisas para que, quem sabe, um dia ele possa rever e perceber o que aconteceu enquanto ele esteve neste estado”, conta Paula com exclusividade ao iG , em Miami, onde ela está para, mais uma vez, representá-lo com o filme no Brazilian Film Festival.

“Ele está em coma, né... Em casa, não reage a nenhum estímulo. Fica horas de olho aberto, a gente nem sabe se ele pode nos ouvir, se compreende o que conversamos com ele. É uma barra. A medicina nunca tratou a fundo estes casos de coma, não dá para prever qualquer novidade. É um mistério”, continua a produtora.

Família a mil por hora

O outro irmão de Paula, também diretor, Bruno Barreto, tem alguns longas a caminho, como a adaptação do livro Flores Raras e Banalíssimas, com título provisório de A Arte da Perda; e a adaptação da peça Meu Mundo Querido, de Miguel Falabella.

Coube a Marcelo Santiago levar adiante a comédia Amor Sem Fronteiras, co-produção com a Argentina. Este seria o próximo filme de Fabio Barreto na direção. “Estava tudo encaminhado, mas como aconteceu o acidente, queremos retomar o filme. É o desejo do meu irmão”, diz Paula.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG