"Pa Negre" é o grande vencedor do Goya 2011, o Oscar espanhol

Filme ganhou sete estatuetas na festa, que também premiou Javier Bardem

iG São Paulo com AFP |

AP
Javier Bardem segura o Goya de melhor ator por "Biutiful", dedicado à mulher e ao filho
A 25ª edição do Goya, a maior premiação do cinema espanhol, consagrou na noite de ontem "Pa Negre" (pão negro), de Agustí Villaronga. A história sobre um garoto que investiga dois assassinatos para inocentar o pai ganhou nove dos 14 prêmios que disputava, entre eles direção e roteiro adaptado (ambos para Villaronga), filme e atriz (Nora Navas).

Javier Bardem ganhou o "Oscar" do cinema produzido na Espanha por seu papel em "Biutiful" , dirigido pelo mexicano Alejandro González Iñárritu, mas filmado em Barcelona. "Quero dedicar esse prêmio a minha mulher e meu filho por me despertarem todos os dias com o coração e um sorriso", declarou o ator, referindo-se à atriz espanhola Penélope Cruz e ao filho que tiveram no final de janeiro. Este é o quarto Goya de melhor ator conquistado por Bardem, também indicado ao Oscar 2011 .

A coprodução de época hispano-brasileira "Lope", dirigida por Andrucha Waddington, concorria a sete prêmios, mas só ganhou dois: figurino e melhor canção original, para "Que el soneto nos tome por sorpresa", composta por Jorge Drexler. "Lope" estreia em março no Brasil.

    Leia tudo sobre: goyapa negrejavier bardemcinema espanhollope

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG