Antes da estreia de "Contágio", que chega aos cinemas nesta sexta (28), conheça outras doenças que fizeram história nas telas

Novo representante dos filmes que atormentam a humanidade com alguma doença, "Contágio" estreia nessa sexta-feira (dia 28) nos cinemas brasileiros. Com um elenco formado por nomes como Matt Damon e Kate Winslet, o novo filme de Steven Soderbergh conta a história de um vírus misterioso que se espalha pelos Estados Unidos.

Homem caminha pela paisagem desolada após a epidemia se alastrar em
Divulgação
Homem caminha pela paisagem desolada após a epidemia se alastrar em "Contágio", de Steven Soderbergh
Essa não é a primeira vez que o cinema retrata doenças que ameaçam a existência na Terra. Lançado em 1924, "The Last Man on Earth" ["O Último Homem na Terra", em tradução livre] conta a história de uma praga que mata todos os homens férteis da Terra. Apesar de vacinados, meninos com menos de 12 anos se tornam estéreis - o que ameaça a vida no planeta.

Baseada no romance "A Última Esperança sobre a Terra", de Richard Matheson, a produção ítalo-americana "Mortos que Matam", de 1964, traz Vincent Price como o último ser-humano vivo. Os demais foram afetados por um vírus que os transformou em criaturas vampirescas, combatidas por ele nas madrugadas de Roma. A mesma história foi refilmada em 2007 como "Eu Sou a Lenda", estrelada por Will Smith e ambientada em Nova York.

Lançado em 1971, "O Enigma de Andrômeda" conta a história de um microorganismo que chega à Terra com a queda de um satélite. O curioso é que apesar de contaminar toda a população de uma cidade do estado do Novo México, nos EUA, o vírus não afeta um bebê e um idoso.

Siga o iG Cultura no Twitter

Estrelado por Sophia Loren, Richard Harris e Martin Sheen, "A Travessia de Cassandra", de 1976, mostra como um terrorista sueco infecta um trem com uma bactéria letal e obriga as autoridades europeias a desviar seu trajeto até uma linha abandonada após a queda do nazismo.

Em 1995 dois vírus atormentaram a humanidade nos cinemas: um no presente e outro no futuro. Em "Epidemia", o cientista interpretado por Dustin Hoffman tenta conter um vírus desconhecido que surge na África, mas chega aos EUA por meio de um macaco contaminado. Já em "Os Doze Macacos", o viajante do tempo Bruce Willis volta ao presente para descobrir a origem da doença que devastou a humanidade.

Os macacos também foram os responsáveis pela contaminação de "Extermínio", longa-metragem britânico dirigido por Danny Boyle em 2002. Nele, um vírus transforma quase todos no Reino Unido em criaturas que se assemelham aos zumbis, mas muito mais velozes - o que coloca o país em quarentena.

Quando algo do tipo acontece na Espanha, o foco da epidemia é logo isolado pelo governo. Esse é o tema do terror espanhol "Rec", de 2007, que registra de forma documental o estado de quarentena que uma equipe de filmagem sofre dentro de um edifício, em que os moradores são tomados por uma misteriosa doença.

Os especialista de
Divulgação
Os especialista de "Epidemia": vírus é transportado para os Estados Unidos por um macaco infectado
Em "Fim dos Tempos", suspense dirigido em 2008 por M. Night Shyamalan , uma doença transmitida pelo ar transforma pessoas em suicidas, causando uma série de mortes que parecem estimuladas pela própria natureza.

Sem grandes mistérios é a explicação da epidemia que atinge a humanidade na comédia "Zumbilândia". A culpa, dessa vez, não fica com os macacos, mas com a doença da vaca louca, que sofre uma mutação e passa a transformar pessoas em zumbis .

Remake do cult de 1973 dirigido por George A. Romero , "A Epidemia" , de 2010, conta como o vírus "Trixie" muda o cotidiano de uma cidade do interior dos EUA. Após 48 horas de encubação, a doença altera o estado mental dos afetados, transformando-os em psicopatas.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.