Os dez filmes que marcaram 2011

Fim da saga "Harry Potter", animação "Rio" e "X-Men" sessentista estão na lista

iG São Paulo |

Divulgação
A atriz Natalie Portam em "Cisne Negro": drama psicológico rendeu o Oscar de protagonista a atriz
"Cisne Negro"

O longa-metragem de Darren Aronofsky não levou o Oscar de melhor filme, mas garantiu a Natalie Portman a estatueta de atriz na cerimônia de 2011. A história, que retrata a luta de uma jovem bailarina para interpretar os dois papéis principais de "O Lago dos Cisnes", traz à tona a busca insana por perfeição e a competitividade no mundo da dança.

Com tons de horror psicológico, "Cisne Negro" prima em utilizar efeitos especiais para realçar o medo e a confusão mental de sua protagonista. O desfecho, ao som de Tchaikovsky, é uma apoteose que o cinema hollywoodiano não via há muito tempo.

Divulgação
Longa-metragem "O Discurso do Rei" conquistou o Oscar de melhor filme com história de superação
"O Discurso do Rei"

Baseado em fatos reais, "O Discurso do Rei" conta a história de superação do rei gago George 6º (Colin Firth). Após consultar uma série de especialistas, encontra num terapeuta pouco ortodoxo (Geoffrey Rush) a solução para o seu problema.

O longa que conquistou o Oscar de melhor filme possui alta carga dramática, trilha-sonora açucarada e se apoia em closes para aumentar os momentos de tensão. Além da crítica, o filme ganhou respaldo do público ao aproximar a família real das multidões.

Divulgação
Johnny Depp volta a viver o capitão Jack Sparrow em "Piratas do Caribe: Navegando em Águas Misteriosas"
"Piratas do Caribe: Navegando em Águas Misteriosas"

Depois de contabilizar mais de US$ 2,7 bilhões (R$ 4,37 bi) com os três primeiros "Piratas do Caribe" , a Disney voltou a apostar no carisma do capitão Jack Sparrow (Johnny Depp) para fazer de "Navegando em Águas Misteriosas" um sucesso.

O filme, que entrou para a restrita lista dos que bateram a marca do US$ 1 bilhão em bilheteria , conta como o pirata se envolveu com o temido Barba Negra (Ian McShane) na busca pela mítica Fonte da Juventude. O roteiro retoma erros e acertos da franquia, tendo como trunfo a relação de Sparrow com seu nêmeses, o capitão Barbossa (Geoffrey Rush).

Divulgação
"Rio" conseguiu equilibrar o olhar estrangeiro com o local e mostrou uma imagem cordial do brasileiro
"Rio"

Dirigida pelo brasileiro Carlos Saldanha, a animação "Rio" conta a curiosa história da arara-azul Blu (voz de Jesse Eisenberg), que é levada dos Estados Unidos ao Brasil para cruzar com a fêmea Jade (Anne Hathaway) – os dois são os últimos sobreviventes da espécie.

Sequestrados por um traficante, a dupla escapa e encontra na fauna do Rio de Janeiro figuras que correspondem aos seus mais célebres produtos de exportação: Zé Carioca, o malandro da Disney, e Zé Pequeno, o vilão de "Cidade de Deus". No fim, o filme consegue equilibrar o olhar estrangeiro com o local e aponta para uma imagem cordial do brasileiro.

Divulgação
"Meia-Noite em Paris" é uma carta de amor de Woody Aleen à capital da França
"Meia-Noite em Paris"

Famoso por utilizar Nova York como cenário de seus filmes, em "Meia-Noite em Paris" o diretor Woody Allen não apenas mudou a localização, mas aderiu ao cinema fantástico para entregar uma carta de amor à capital da França.

A história segue o frustrado roteirista Gil (Owen Wilson, que entrou para a lista de alteregos do cineasta ) durante uma viagem com sua noiva e sogros pela cidade. Ao escapar para um passeio pela madrugada, o rapaz volta no tempo e encontra figuras célebres, como Cole Porter, Scott Fitzgerald, Ernest Hemingway e Salvador Dalí - estratégia utilizada por Allen como pretexto para reflexões sobre as ilusões que temos sobre a existência.

Mauro Kury
O talento da atriz Ingrid Guimarães garantiu o sucesso da comédia nacional "De Pernas Pro Ar"
"De Pernas pro Ar"

No ano em que as comédias brasileiras dominaram as salas do País , "De Pernas pro Ar" mostrou como é possível agradar ao grande público fazendo graça com sexo. A trama acompanha a workaholic Alice (Ingrid Guimarães), que após perder o marido e o emprego descobre no mundo dos sex shops uma maneira de encarar a vida de forma diferente.

Apesar do tom moralista, a comédia se ampara no talento da habilidosa Ingrid Guimarães, que brilha nas cenas em que tem maior tempo e liberdade em frente às câmeras. O sucesso foi tanto que "De Pernas pro Ar 2" já está previsto para 2012.

Divulgação
Sem Ciclope ou Wolverine, "X-Men: Primeira Classe" marcou o retorno da franquia mutante aos cinemas
"X-Men: Primeira Classe"

No ano em que super-heróis de peso invadiram os cinemas com filmes como "Thor" , "Capitão América" e "Lanterna Verde" , o desacreditado "X-Men: Primeira Classe" revelou-se a melhor adaptação de quadrinhos de 2011. Seu trunfo foi contextualizar a descoberta da existência de mutantes durante a Guerra Fria, mais precisamente no episódio conhecido como Crise dos Mísseis, de 1962.

É nesse cenário que os mutantes Erik Lehnsherr (Michael Fassbender), o futuro Magneto , e Charles Xavier (James McAvoy) se conhecem, debatem sobre a coexistência entre humanos e mutantes e, ao término, dividem-se. Uma ótima oportunidade para a Fox, estúdio responsável pela franquia, recomeçar a série nos cinemas.

Divulgação
A atriz Deborah Secco em cena de "Bruna Surfistinha": filme recoloca o tema da prostituição nos cinemas
"Bruna Surfistinha"

Baseado em "O Doce Veneno do Escorpião", livro em que a ex-garota de programa Raquel Pacheco conta suas memórias, "Bruna Surfistinha" marcou 2011 com a clássica história de rebeldia, ascensão, queda e redenção - tudo temperado por muito sexo.

No papel da protagonista, a atriz Deborah Secco aparece com pouquíssima ou nenhuma roupa em diversas cenas. Mesmo com um tema polêmico, a direção conduziu a trama com a maior leveza possível, o que garantiu a quebra da marca dos 2 milhões de expectadores.

Divulgação
"Harry Potter e as Relíquias da Morte - Parte 2" marca o fim da saga nos cinemas
"Harry Potter e as Relíquias da Morte - Parte 2"

O desfecho cinematográfico da saga "Harry Potter" agradou aos fãs da série, que acompanhou durante uma década o desenvolvimento das oito adaptações das obras de J.K. Rowling.

Em seu capítulo final, o filme esclareceu mistérios, concretizou amores platônicos, matou personagens de forma trágica e entregou aos expectadores a tão aguardada batalha final entre o jovem bruxo e seu inimigo, Voldemort. Com efeitos especiais competentes, a produção causou comoção nas plateias.

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=ultimosegundo%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1597398413685 &_c_=MiGComponente_C "Os Muppets"

Após anos distantes dos cinemas, o sapo Kermit (ex-Caco) e seus amigos voltaram em grande estilo com "Os Muppets" , primeiro longa-metragem dos personagens criados por Jim Henson produzido pela Disney.

Na história, um grande fã dos bonecos (Jason Segel) tenta salvar o teatro onde o grupo estreou de um barão do petróleo que pretende destruí-lo. Para isso, ele reúne o bando para um programa especial. Com clima retrô e piadas ingênuas, os Muppets divertem adultos e crianças com igualdade.

O curioso fica pela troca de nome do personagem Caco, que agora pede para ser chamado de Kermit, seu nome original. A explicação foi dada pelo próprio astro durante uma entrevista ao iG .

    Leia tudo sobre: retrospectiva2011cinemaoscar

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG