"O Rei Leão 3D" lidera bilheterias de cinema nos EUA

Animação da Disney retorna à telona e arrecada R$ 50 milhões no fim de semana

Reuters |

Divulgação
Cena de "Rei Leão"
"O Rei Leão" está de volta ao topo da selva cinematográfica, 17 anos depois da estreia do primeiro filme. Uma versão 3D da Walt Disney do clássico de animação de 1994 assumiu o trono das bilheterias, com US$ 29,3 milhões (R$ 50 mi) arrecadados nos Estados Unidos no fim de semana, segundo estimativas dos estúdios divulgadas no domingo.

O total de três dias nos cinemas da América do Norte (EUA e Canadá) superou as previsões do estúdio e facilmente empurrou "Contágio", o suspense líder do fim de semana passado, para a segunda colocação.

Siga o iG Cultura no Twitter

"O Rei Leão" é um dos mais bem-sucedidos filmes de animação de todos os tempos, arrecadando US$ 784 milhões em cinemas em todo o mundo antes da estréia em 3D. O filme também é o líder histórico em entretenimento doméstico. O desenho animado conta a história de um filhote de leão chamado Simba, que retorna do exílio para reivindicar o reino governado pelo seu pai no passado.

O relançamento foi atraente para pais e avós que viram o filme anos atrás e levaram seus filhos e netos para vê-lo em um novo formato, disse Dave Hollis, vice-presidente executivo de vendas ea distribuição de filmes da Disney, fazendo uma conexão com o tema de "ciclo da vida" da história do filme.

"Estou muito surpreso com o sucesso do final de semana de estreia", disse Hollis, acrescentando que a Disney vai considerar estender a exibição limitada do filme para além das duas semanas planejadas.

Hollis disse que 92% dos espectadores optaram por ver a nova versão 3D. Os cinemas também exibiram o filme em 2D tradicional.

Assista ao trailer de "O Rei Leão 3D"

O suspense "Contágio", um filme de Steven Soderbergh sobre a corrida para deter um vírus mortal que afeta todo o mundo, ficou em segundo lugar com US$ 14,5 milhões em ingressos vendidos. A arrecadação do filme caiu 35 por cento em relação à semana passada.

O filme de ação "Drive," estrelado por Ryan Gosling, teve o melhor desempenho entre outros lançamentos. A história de um dublê de Hollywood que dirige um carro de fuga para criminosos ficou na terceira posição, com US$ 11 milhões no mercado interno, correspondendo às expectativas do estúdio.

O quarto lugar foi para "As Serviçais," um drama sobre as relações entre mulheres brancas e empregadas negras na era da defesa dos direitos civis em Mississippi, com US$ 6,4 milhões. A arrecadação doméstica total desde a estreia desse favorito da crítica, seis semanas atrás, chegou a US$ 147,4 milhões, ultrapassando as expectativas iniciais.

null

    Leia tudo sobre: cinemaHollywoodrei leãobilheteriascontágio

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG