"O Gato de Botas" tem visão positiva dos hispânicos, diz Banderas

Ator lançou animação no México nesta terça-feira (15) ao lado de Salma Hayek

EFE |

Filmes como "O Gato de Botas", no qual os protagonistas e heróis têm sotaque hispânico graças às vozes de Antonio Banderas e Salma Hayek, ajudam os americanos a terem uma visão positiva sobre a comunidade latina, opinou nesta terça-feira (15) o ator espanhol.

"Essa comunidade se sente muito orgulhosa de ver como as crianças anglo-saxônicas põem em seus cérebros a possibilidade de os heróis dos filmes terem sotaque hispânico", disse o ator espanhol em entrevista coletiva para apresentar o filme de animação em 3D no México.

Siga o iG Cultura no Twitter

Para o ator, o fato de os dois heróis do filme terem sotaque hispânico, enquanto o vilão tem sotaque anglo-saxão, é muito importante já que isso não acontecia há alguns anos. Banderas lembrou que quando filmou seu primeiro filme nos Estados Unidos, "Os Reis do Mambo", alguns companheiros diziam que ele se limitaria a interpretar vilões:

"Narcotraficantes, ladrões... esses são para nós, me diziam", contou. "Isso está mudando porque houve uma comunidade que trabalhou muito duro para levar seus filhos às universidades e hoje ocupam postos de poder, e isto tem um reflexo em Hollywood", considerou o ator, que mora em Los Angeles e é um firme defensor dos direitos dos hispânicos nos EUA.

A entrevista coletiva também contou com a participação da atriz mexicana Salma Hayek, que empresta sua voz para a gata protagonista e que disse se sentir muito orgulhosa que um filme de coração hispânico tenha feito história nos cinemas americanos. No seu final de semana de estreia, no final de outubro, o filme bateu recordes de bilheteria, com mais de US$ 34 milhões arrecadados .

    Leia tudo sobre: gato de botasantonio banderassalma hayek

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG