"O Céu Sobre os Ombros" vence Festival de Brasília

Filme do mineiro Sérgio Borges venceu em cinco categorias da competição

iG São Paulo |

Aline Arruda/Divulgação
A equipe de "O Céu Sobre os Ombros" comemora o prêmio de melhor filme do Festival de Brasília
O 43º Festival de Brasília de Cinema Brasileiro consagrou, na noite desta terça-feira (30), " O Céu Sobre os Ombros ", do mineiro Sérgio Borges. Além de melhor filme, o longa recebeu os Candangos de direção, roteiro (Borges e Manuela Dias), montagem e prêmio especial do júri para seus atores-personagens. Os troféus de interpretação ficaram com Fernando Bezerra (" Transeunte ") e Melissa Dullius (" Os Residentes "). "Acercadacana", de Felipe Peres Calheiros, venceu como melhor curta-metragem.

O júri popular premiou como melhor longa " Amor? ", de João Jardim, e "Braxília", de Danyella Proença, como melhor curta. Já a crítica destacou "Transeunte" (longa), de Eryk Rocha, e "A Mula Teimosa e o Controle Remoto" (curta), de Hélio Villela Nunes. No total, o festival distribuiu R$ 555 mil em prêmios.

Veja abaixo a lista completa de ganhadores do Festival de Brasília 2010:

Longa-metragem em 35mm

Melhor filme (júri oficial) - R$ 80.000: “O Céu Sobre os Ombros”, de Sérgio Borges
Prêmio Especial do Júri - R$ 30.000: aos personagens/atores do filme “O Céu Sobre os Ombros”
Melhor direção - R$ 20.000: Sérgio Borges, por “O Céu Sobre os Ombros”
Melhor ator - R$ 10.000: Fernando Bezerra, de “Transeunte”
Melhor atriz - R$ 10.000: Melissa Dullius, de “Os Residentes”
Melhor ator coadjuvante - R$ 5.0000: Rikle Miranda , de “A Alegria”
Melhor atriz coadjuvante - R$ 5.000: Simone Sales de Alcântara, de “Os Residentes”
Melhor roteiro - R$ 10.000: Manuela Dias e Sérgio Borges por “O Céu Sobre os Ombros”
Melhor fotografia - R$ 10.000: Aluizio Raulino, por “Os Residentes”
Melhor direção de arte - R$ 10.000: Gustavo Bragança, de “A Alegria”
Melhor trilha sonora - R$ 10.000: Andre Wakko, Juan Rojo, David Lanskylansky e Vanessa Michellis por “Os Residentes”
Melhor som - R$ 10.000 e ainda Prêmio Dolby: consiste na licença para usar o sistema de som dolby (equivalente a 4 mil dólares): Som Direto, Edicão de Som e Mixagem de “Transeunte”
Melhor montagem - R$ 10.000: Ricardo Pretti, de “O Céu Sobre os Ombros”

Curta ou média-metragem em 35mm

Melhor filme (júri oficial) - R$ 20.000: “Acercadacana”, de Felipe Peres Calheiros
Premio especial do júri: “Braxília”, de Danyella Proença
Melhor direção - R$ 10.000: Gabriel Martins e Maurilio Martins, de “Contagem”
Melhor ator - R$ 5.000: Vinny Azar e Ícaro Teixeira, por “A Mula Teimosa e o Controle Remoto”
Melhor atriz - R$ 5.000: Dira Paes, de “Matinta”
Melhor roteiro - R$ 5.000: Danyella Proença, de “Braxília”
Melhor fotografia - R$ 5.000: Yuri Cesar, de “Cachoeira”
Melhor direção de arte - R$ 5.000: Maíra Mesquita, de “Fábula das Três Avôs”
Melhor trilha sonora - R$ 5.000: Puriki e índios do alto rio negro, de “Cachoeira”
Melhor som - R$ 5.000: Som Direto, Edicão de Som e Mixagem de “Matinta”
Melhor montagem - R$ 5.000: Paulo Sano de “Acercadacana”

Curta-Metragem Digital

Melhor Filme (Júri Oficial) - R$ 15.000: “Traz Outro Amigo Também” de Frederico Cabral
Melhor Direção - R$ 10.000: Pablo Lobato, pelo filme “Queda”
Melhor Ator - R$ 5.000: Emanuel Aragão, por “Só Mais Um Filme de Amor”
Melhor atriz - R$ 5.000: Ketellen Coutinho, por “Tempo de Criança”
Melhor Roteiro - R$ 5.000: Samir Machado de Machado, por “Traz Outro Amigo Também”
Melhor Fotografia - R$ 5.000: Carol Matias e Elias Guerra, por “Entrevãos”
Melhor Direção De Arte - R$ 5.000: Daniel Banda, por “O Filho do Vizinho”
Melhor Trilha Sonora - R$ 5.000: Lucas Marcier, por “Tempo de Criança”
Melhor Som - R$ 5.000: O Grivo, por “Queda”
Melhor Montagem - R$ 5.000: Alberto Feoli, por “Traz Outro Amigo Também”

Prêmio Júri Popular

Melhor longa-metragem em 35mm - R$ 30.000 e ainda Prêmio exibição TV Brasil (R$ 30 mil): “Amor?”, de João Jardim
Melhor curta-metragem em 35mm - R$ 20.000,00 e ainda Prêmio Megacolor/ Estudios Mega (R$ 18 mil): “Braxília”, de Danyella Proença

Prêmio Câmara Legislativa do Distrito Federal
Melhor longa em 35mm - R$ 75.000 e ainda Prêmio Quanta (R$ 10.000): “O Mar de Mário”, de Reginaldo Gontijo e Luiz F. Suffiati
Melhor média ou curta em 35mm em 1º lugar - R$ 20.000 e ainda Prêmio Quanta (R$ 8.000): “Profana Via Sacra”, de Alisson Sbrana
Melhor média ou curta em 35mm em 2º lugar - R$ 10.000: “Ratão”, de Santiago Dellape
Melhor filme digital - R$ 10.000 e ainda Prêmio Quanta (R$ 4.000): “A Menor Distância Entre Dois Pontos”, de Breno Nina e Elias Guerra

Aquisição Canal Brasil
Melhor Curta em 35mm - R$ 15.000: “A Mula Teimosa e o Controle Remoto”, de Hélio Villela Nunes

Prêmio da Crítica
Melhor longa em 35mm: “Transeunte”, de Eryk Rocha
Melhor curta em 35mm: “A Mula Teimosa e o Controle Remoto”, de Hélio Villela Nunes

Prêmio Conterrâneos
Melhor Documentário: “Zé[s]”, de Piu Gomes

Prêmio ABCV/Estúdio Mega e Megacolor
Melhor produção de curta-metragem 35mm: “Ratão”, de Santiago Dellape

Prêmio ABCV DF 2010
Ator Argemiro Gomes de Andrade Jr.

Prêmio Vagalume
Melhor longa em 35mm: “Amor?”, de João Jardim
Melhor curta em 35mm: “Café Aurora”, de Pablo Pólo

Prêmio Saruê
Elenco de “O Céu Sobre os Ombros”: Everlyn Barbin, Lwei Bakongo e Murari Krishna

Prêmio Marco Antônio Guimarães
Filme que melhor utilizou material de pesquisa cinematográfica brasileira: “De Bem com a Vida - Carlos Elias e o Samba em Brasília”, de Leandro Borges

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG