Novo "Crônicas de Nárnia" mostra personagens amadurecidos

"A Viagem do Peregrino da Alvorada" definirá futuro da franquia, no terceiro livro

Reuters |

Divulgação
Fantasia baseada nos livros de C. S. Lewis fala diretamente com público infanto-juvenil
Depois de ser quase cancelada e mudar de casa (sai a Disney, e entra a Fox), a série "As Crônicas de Nárnia" chega ao seu terceiro episódio, que estreia no Brasil em cópias convencionais e 3D (todas em versões dubladas e legendadas). Na "A Viagem do Peregrino da Alvorada", os irmãos Edmundo (Skandar Keynes) e Lucy (Georgie Henley), junto com seu primo Eustáquio (Will Poulter), caem dentro de um quadro e vão parar novamente na terra encantada.

Dirigido por Michael Apted ("007- O Mundo Não É o Bastante", "Nunca Mais"), este terceiro filme da franquia não perde tempo com explicações e logo de cara já começa com cenas de ação, quando o trio mergulha na água que cai do quadro e vai parar no outro mundo.

Se, por um lado, Edmundo e Lúcia conhecem bem as coisas estranhas de Nárnia, seu primo reclamão tem medo ou aversão às criaturas exóticas, como o rato Ripchip, um destemido espadachim, experiente em muitas aventuras. Quando se reencontram com o Rei Cáspian (Ben Barnes), os garotos ficam sabendo que ele viaja para o leste em busca dos sete Lordes de Telmar, que estão perdidos.

Os irmãos de Edmundo e Lúcia, Pedro (William Moseley), Susana (Anna Popplewell), cresceram e, por isso, não podem voltar a Nárnia. Aos poucos, inclusive Eustáquio vai ganhando importância na trama, até porque é o único jovem o bastante para voltar novamente ao lugar encantado, se necessário.

Cáspian e seus amigos precisam encontrar os sete lordes para evitar que uma névoa verde e maligna capture o corpo e a mente das pessoas. Os nobres possuem espadas que lhes foram dadas pelo leão Aslam. Por isso, têm poderes especiais – a união delas poderá derrotar o inimigo. Até cumprir suas tarefas, o grupo passará por tentações e terá de enfrentar perigos.

Baseado no terceiro livro da série escrita por C. S. Lewis, "As Crônicas de Nárnia: A Viagem do Peregrino da Alvorada" segue a linha dos filmes de fantasia que andam em alta. Apesar de mais próximo de "O Senhor dos Anéis" do que de "Harry Potter", a série fala diretamente ao público infanto-juvenil, metaforizando seus medos e inseguranças em forma de aventuras vividas pelos personagens. Os desafios é que moldam a personalidade de Lúcia, Edmundo e Eustáquio.

A direção de arte – com muitas imagens criadas por computador – explora bem o clima fantástico, criando ambientes e objetos que beiram o irreal – como a própria embarcação que dá nome ao livro, repleta de detalhes.

A adaptação dos outros quatro livros da série para o cinema depende do sucesso que este filme alcançar. Por enquanto, este lançamento é uma prova de fogo para as próximas aventuras da Terra de Nárnia. Uma prova, aliás, tão difícil quanto aquelas enfrentadas pelos personagens.

Assista ao trailer de "A Viagem do Peregrino da Alvorada":

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG