Mostra une cinema e moda no CCBB de São Paulo

Serão 30 filmes exibidos em três sessões diárias até o dia 30 de janeiro

Agência Estado |

Divulgação
"Noivo Neurótico, Noiva Nervosa" é um dos destaques da mostra
Audrey Hepburn, a Holly Golightly de "Bonequinha de Luxo", continuaria espevitada e elegante sem as delicadas roupas de Hubert Givenchy? O encrenqueiro Jim Stark, papel de James Dean em "Juventude Transviada", seria o mesmo rebelde sem sua jaqueta de couro e o cabelo para trás? E Barbarella, a aventureira espacial de Jane Fonda, teria o mesmo poder sem os trajes sensuais de Paco Rabanne?

A interação entre cinema e moda e a maneira como as duas áreas se relacionam dentro e fora dos sets são o tema de mostra gratuita de filmes, além de um desfile, duas mesas redondas e duas palestras, que começam hoje no Centro Cultural Banco do Brasil, na região central da cidade. Até o dia 30 deste mês, a 3ª edição da Mostra Cinema de Moda exibe 30 produções que influenciaram o mundo fashion de alguma forma.

Serão realizadas três sessões diárias numa programação que promete um panorama abrangente com obras de diversos países - entre eles França, Inglaterra, Itália, Portugal, Estados Unidos e China -, lançadas entre os anos de 1930 e 2009.

A seleção, que traz títulos bem variados, incluindo "Roma - Cidade Aberta" (1945), de Roberto Rossellini, "Noivo Neurótico, Noiva Nervosa" (1977), de Woody Allen, e "Moulin Rouge - Amor em Vermelho" (2001), de Baz Luhrmann, foi composta a partir de indicações de nomes ligados à moda nacional. Entre os curadores, estão os estilistas Dudu Bertholini, Rita Comparato e Reinaldo Lourenço, Charles Cosac, dono da editora Cosac Naify, a consultora de moda Priscila Brunetti e o historiador de moda João Braga, que participa no dia 25, aniversário de São Paulo, de uma palestra sobre a história da moda na capital paulista.

Diretor do CCBB, Marcelo Mendonça comemora. "A moda é expressão de comportamento. Faz tempo que procurávamos uma maneira de discutí-la como uma expressão cultural", afirma. E não são somente os iniciados no assunto que o evento deve atrair. "Queremos ampliar o alcance das atrações. Como estamos localizados no Centro e recebemos mais de 2 mil pessoas por dia, fica mais fácil reunir um público variado, quem já entende e quem não entende nada de moda", diz.

Assim, para ajudar os espectadores mais leigos a compreender a importância dos filmes, antes de cada sessão, o crítico de cinema Luciano Ramos fará uma breve explicação em vídeo. "É uma chance de aumentar o repertório visual e cultural. O interessante é que a mostra começa dias antes da São Paulo Fashion Week, um período em que as pessoas já estão de olho nesse tema", diz ele, que destaca a exibição de obras raras. "A programação traz filmes que não são facilmente encontrados nem nas locadoras. Caso do português Aldeia da Roupa Branca (1939), de Chianca de Garcia, e do filme francês com ares de documentário "A Elegante Polly Maggoo" (1966), de William Klein", explica.

Mostra Cinema de Moda
Centro Cultural Banco do Brasil (Rua Álvares Penteado, 112)
De 18 a 30 de janeiro
Entrada gratuita
Programação completa www.bb.com.br/cultura

    Leia tudo sobre: cinemamodaccbb

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG