Mostra no Cine Olido reúne sete filmes de Jerry Lewis

Longas do ator americano, que influenciou gerações de comediantes, têm ingressos a R$ 1

AE |

Getty Images
O comediante Jerry Lewis
Aos 84 anos, Jerry Lewis é hoje um velho reclamão que faz frequentes aparições na TV americana em que aproveita a chance para fazer alguma crítica. Recentemente, Lewis afirmou que daria um tapa na cara da atriz Lindsay Lohan por ter um comportamento que ele considera um mau exemplo para os fãs. A imagem do velho reclamão, no entanto, mascara o homem que foi o grande mestre do humor em Hollywood nos anos 60.

Seu jeito canastrão de fazer rir, com personagens ora desajeitados ora zombeteiros, inspirou gerações de comediantes que hoje são consagrados no cinema americano, como Eddie Murphy, Adam Sandler, Jim Carrey, entre outros. Em suma, toda essa leva de engraçadinhos não teria repertório não fossem revisitados à exaustão os tipos criados por Lewis numa época em que o 'politicamente correto' ainda não havia sido criado.

Para quem não chegou a conhecer sua obra ou sente falta do brilhantismo do comediante, o Cine Olido promove a partir de hoje a mostra "Rindo Com Jerry Lewis", que reúne sete filmes em que ele atuou ou dirigiu entre as décadas de 50 e 80.

"A ideia é oferecer uma nova chance ao público para assistir numa sala de cinema, com áudio original, alguns dos maiores clássicos desse que é um dos mestres do humor, Jerry Lewis", diz Tiago Saraiva, coordenador de programação do Cine Olido. "Além de alguns títulos que são marcos na carreira do ator, separamos também filmes que comprovam a versatilidade do seu estilo de fazer humor", afirma Saraiva.

A retrospectiva inclui títulos dirigidos por Lewis, como "O Otário", "O Terror das Mulheres" e "O Mensageiro Trapalhão" e produções célebres em que ele atuou como protagonista, como a comédia de humor cínico "O Professor Aloprado", considerado por críticos uma releitura do clássico da literatura "O Médico e o Monstro", de Robert Louis Stevenson. O filme, sobre um professor desajeitado que cria uma opção para se tornar atraente, ganhou remake com efeitos especiais protagonizado por Eddie Murphy.

Seu último trabalho de destaque, "O Rei da Comédia" também faz parte da mostra, e traz Jerry Lewis contracenando com Robert De Niro como ídolo e fã, dirigidos por Martin Scorsese. Desde então, Lewis fez apenas aparições menores no cinema e na TV.

Dono de duas estrelas na Calçada da Fama, Lewis, no entanto, nunca foi consagrado pelo Oscar - não recebeu sequer uma nomeação. No ano passado, o comediante ganhou o Oscar humanitário Jean Hersholt. E segue na ativa. Mais de 20 anos depois, Jerry Lewis voltará ao status de protagonista no drama independente "Max Rose" (em pós-produção).

Rindo com Jerry Lewis - Cine Olido. Galeria Olido (Avenida São João, 473, Centro). Tel. (011) 3331-8399. De hoje a 30/11. Ingresso: R$ 1.

    Leia tudo sobre: Jerry Lewis

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG