Morgan Freeman quer que 'Dark Knight Rises' seja o último Batman

'Não conheço nenhuma saga de super-heróis que tenha durado depois do terceiro filme', justifica o ator

EFE |

O ator Morgan Freeman quer um descanso do personagem Batman depois das gravações de "The Dark Knight Rises", o esperado terceiro filme da saga dirigida por Christopher Nolan, no qual interpreta um dos aliados do super-herói.

O ator, de 73 anos, manifestou sua inquietação a respeito da continuidade da saga do personagem de HQ na telona depois de finalizada a trilogia. A declaração foi feita à Agência Efe em Los Angeles, durante a divulgação de seu último projeto, o documentário "Born to be Wild", que estreia na sexta-feira nos Estados Unidos.

"Se eu fosse Chris Nolan diria que com esse filme já basta. Não conheço nenhuma saga de super-heróis que tenha durado depois do terceiro filme", justificou Freeman. O vencedor do Oscar por "Menina de Ouro" (2004) reconheceu, no entanto, que se Nolan optar por continuar com as aventuras do homem morcego protagonizado por Christian Bale, ele participaria do projeto. "Estaria disposto", afirmou Freeman, que vive o executivo Lucius Fox, amigo do personagem principal, Bruce Wayne, e um dos poucos que conhece a identidade de Batman.

Por enquanto, Freeman apresentará vários projetos, como é o caso de "Born to be Wild", um documentário que conta histórias paralelas de duas mulheres que dedicaram sua vida a resgatar filhotes de orangotango e de elefante que perderam suas mães, em muitos casos, por culpa da ação do homem em seus habitats naturais.

    Leia tudo sobre: Morgan FreemanBatmancinema

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG