Mel Gibson consegue acordo extrajudicial e evita prisão

Informação é da revista "People"; ator é acusado de agressão sexual contra ex-namorada

EFE |

AP
O ator e diretor Mel Gibson
Mel Gibson conseguiu um acordo extrajudicial em relação à acusação de violência doméstica na qual estava envolvido, e evita assim a prisão. A informação foi divulgada pela edição digital da revista "People".

A publicação, que cita uma fonte com conhecimento da situação, assegurou que o ator não vai contestar as acusações pela suposta agressão à sua ex-namorada, a russa Oksana Grigorieva, e não irá para a prisão por isso, embora seja provável que deva assistir a cursos de orientação psicológica e receber a liberdade condicional.

"Sei, graças a meus quase 20 anos de experiência em defesa criminalista, que às vezes a justiça para um cliente pode chegar a um preço alto", disse a advogada de Gibson, Blair Berk, em comunicado emitido nesta quarta-feira. "Isso ocorre particularmente com Mel, cujo processo judicial foi acompanhado por um enorme circo midiático. Sua única prioridade é o bem estar de sua filha pequena, Lucia, e do resto de seus filhos. Com isso em mente me pediu que falasse com o promotor sobre uma proposta que acabasse com tudo isso de forma imediata", acrescentou.

Outros meios de comunicação asseguram que o ator se declarará culpado, mas que em qualquer caso o acordo extrajudicial lhe exonera de passar tempo na prisão. Grigorieva denunciou uma suposta agressão de Gibson, em sua residência em Malibu, em janeiro de 2010.

O ator admitiu tê-la agredido para evitar que ela machucasse sua filha enquanto discutiam. "Bati uma vez com a mão aberta em uma tentativa de devolvê-la à realidade", disse o ator em sua declaração jurada. "Não a agredi com força. Só queria que ela parasse de gritar e sacudir Lucia de um lado para o outro", acrescentou. Gibson, além disso, denunciou que Grigorieva tentou extorquir-lhe por uma quantidade milionária. Conforme disse uma fonte da "People", o ator "está aliviado por evitar mais angústias a sua família e de poder virar a página".

    Leia tudo sobre: Mel Gibsoncinema

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG