Longa italiano retrata ação de grupos militantes de esquerda na década de 1970

VENEZA ¿ O governador da região italiana do Vêneto, Giancarlo Galan, afirmou que apoiará a divulgação do filme Anni Spietati - Veneto (2009), que será exibido amanhã no 66° Festival de Cinema de Veneza.

Agência Ansa |

"Será meu objetivo fazer com que o filme de Silvia Bacci seja visto nos próximos meses pelo maior número de pessoas, sobretudo os jovens, tanto no Vêneto como em outros lugares", comentou Galan.

O longa retrata o período entre as décadas de 1960 e 1970, em que eram constantes as ações de grupos militantes de esquerda, como as Brigadas Vermelhas.

De acordo com Galan, o filme tem o respaldo da região do Vêneto e da emissora Rai Educational "para que persista a memória" das vítimas de atentados, "homens das instituições, cidadãos normais".

"O filme documenta, com verdade historiográfica e equilibrado julgamento político, o tempo terrível conhecido vivido no Veneto, que derramou muito sangue de inocentes, mortos por um terrorismo que parecia que não seria nunca derrotado", pontuou Galan.

O 66º Festival de Veneza começou hoje com a exibição do longa "Baaría - La porta del vento" (2009), do diretor italiano Giuseppe Tornatore. O evento ocorrerá até o próximo dia 12.

Leia as últimas notícias do Festival de Veneza

    Leia tudo sobre: festival de veneza

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG