Liz Taylor disse que James Dean sofreu abuso aos 11 anos

Atriz deu a declaração em 1997 com a condição que só fosse revelada após sua morte

EFE |

O ator James Dean (1931-1955) sofreu abusos quando tinha 11 anos, segundo revelou Elizabeth Taylor em declarações feitas há 14 anos e cujo conteúdo não havia sido revelado até agora por um pacto com seu entrevistador.

A revelação foi feita por Kevin Sessums no site "The Daily Beast", no qual dá detalhes da entrevista que fez com a atriz em 1997 em sua residência de Bel Air (Los Angeles) para a revista "Point of View".

"Eu amava Jimmy (James Dean). Vou te vou contar algo, mas é 'off the record' (declarações que não se podem ser publicadas nem atribuídas à pessoa que as faz) até depois da minha morte. Ok?", disse Liz, que morreu na quarta-feira, aos 79 anos, no hospital Cedars-Sinai, em Los Angeles, vítima de uma insuficiência cardíaca. "Quando Jimmy tinha 11 anos e a mãe dele morreu, ele começou a sofrer abusos por parte do pastor (de sua igreja). Acho que aquilo o perseguiu durante o resto de sua vida. Sei que foi assim, falamos muito sobre isso", explicou a atriz, que dividiu cenas com Dean em "Assim Caminha a Humanidade" (1956), de George Stevens.

"Durante o filme passávamos muitas noites conversando e essa foi uma das coisas que ele me confessou", relatou. A atriz foi enterrada no mesmo cemitério onde está seu amigo Michael Jackson, o Forest Lawn-Glendale, em Los Angeles, onde a família realizou nesta quinta-feira um funeral íntimo. Os familiares da atriz pediram que, em vez de enviar flores, quem quiser prestar homenagem à Liz faça doações à fundação contra a aids criada por ela em 1991.

    Leia tudo sobre: Elizabeth Taylor

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG