Kate Beckinsale: 'Eu abominava filmes com muitas sequências'

Atriz está em 'Anjos da Noite - O Despertar', quarto filme da franquia de vampiros e lobisomens

Carolina Cimenti, de Nova York |

Assim como nos três filmes precedentes desta série, é difícil assistir a “Anjos da Noite – O Despertar” sem um joystick na mão. Diversas cenas dão a sensação de que os personagens estão na tela para interagir com o público e não para atuar.

Siga o iG Cultura no Twitter

O filme, que estreia nesta sexta (02) no Brasil, apresenta o quarto capítulo da história da vampira Selene (Kate Beckinsale) e retrata a sua batalha contra o adversário mais violento que ela já conheceu, um lobisomem gigante e sanguinolento que se recompõe em questão de segundos quando é ferido.

Divulgação
Kate Beckinsale de collant preto, no alto da cidade em "Anjos da Noite – O Despertar"
Mas a história é ligeiramente mais complexa: passaram-se 15 anos desde que Selena e seu amante Michael, um híbrido de humano e lobisomem, foram capturados pelos humanos no terceiro filme da série. Selena ficou trancada e congelada por todo esse tempo no laboratório Antigen. Assim que acorda, descobre que as comunidades de vampiros e Lycans (os lobisomens) foram reduzidas a pó, e seus poucos sobreviventes moram no mundo subterrâneo, escondidos do exército de extermínio humano.

Divulgação
Kate Beckinsale em 'Anjos da Noite - O Despertar'
Para complicar ainda mais a trama, Selena descobre que durante os anos de detenção teve uma filha, Eve (India Eisley), a única híbrida humana-vampira-lycan do mundo, que obviamente vai ser perseguida por todos os grupos por ser tão poderosa.

Se você perdeu os três primeiros filmes da série, não se preocupe. Os diretores suecos Mårlind & Stein, que sempre trabalham em dupla nos seus filmes, resumem as cinco horas dos filmes anteriores nos cinco minutos iniciais de "O Despertar".

Segundo Beckinsale, a série, que possivelmente terá ainda um quinto capítulo, é uma espécie de filme de vampiros e ação para adultos. “Quando eu era adolescente, abominava os filmes que vinham em múltiplos de três. Para mim, eles eram sinônimo de filmes sem qualidade. Mas isso mudou, como podem provar filmes como 'Guerra nas Estrelas' e 'Harry Potter'”, disse a atriz ao iG .

Mesmo sendo classificado como “vampiros para adultos”, é recomendável esquecer as referências ligadas ao gênero antes de ir ao cinema. "Anjos da Noite - o Despertar" não tem muito a ver com filmes como “Entrevista com o Vampiro” ou “Drácula”. O filme lembra bem mais as sagas das heroínas musculosas e espirituosas de “O Exterminador do Futuro 2” e “Kill Bill”.

"Anjos da Noite - O Despertar" será lançado também em formato 3D. Porém o filme não é tecnicamente perfeito. Um olhar mais atendo observará os cabos de aço que puxam os atores em algumas cenas de lutas, como quando os vampiros são atacados pelos Lycans dentro da sua própria caverna.

India Eisley contou ao iG que a cena em que ela divide a cabeça de um lycan ao enfiar seus dedos nos olhos do animal teve de ser refeita dezenas de vezes porque as suas garras falsas ficavam grudadas no boneco utilizado nas filmagens a cada cena. “Era meio nojento porque era um boneco gosmento e cheio de cabelos”, contou a jovem atriz, rindo.

null

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG