Julianne Moore é aclamada em Roma com filme em defesa de homossexuais

Atriz apresentou "Minhas Mães e Meu Pai" em festival de cinema na capital italiana

EFE |

Divulgação
Annete Bening e Julianne Moore, um casal lésbico em "Minhas Mães e Meu Pai"
A atriz americana Julianne Moore ganhou nesta terça-feira uma crítica elogiosa no Festival de Cinema de Roma com uma defesa à tolerância e ao respeito às famílias homossexuais, mensagem divulgada com entusiasmo pelo filme "Minhas Mães e Meu Pai", de Lisa Cholodenko, estrelado por ela e que faz parte da mostra oficial.

Espontânea e acessível, a americana desfilou no tapete vermelho como protagonista desta comédia dramática e também como ganhadora do prêmio Marco Aurélio, concedido em homenagem à sua carreira.

A trama é sobre dois adolescentes que decidem procurar o homem (Mark Ruffalo) que doou esperma para que suas mães, vividas por Annette Bening e Julianne, pudessem ter filhos.

A apresentação do longa independente era a última prova de que o Festival de Roma impôs a Julianne para que ganhasse as graças da crítica, e a atriz a superou amplamente, com aplausos fervorosos no final da projeção e numerosos elogios à sua interpretação durante posterior apresentação à imprensa.

    Leia tudo sobre: julianne moore

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG