Jeff Bridges afirma que segredo de bom ator é "falar e fazer pouco"

Novo trabalho do ator, "Bravura Indômita", vai abrir o Festival de Berlim

EFE |

Divulgação
Jeff Bridges em "Bravura Indômita"
O ator americano Jeff Bridges considera que o segredo de uma boa atuação é "falar e fazer pouco" e essa é a receita que aplicou a seu papel de protagonista em "Bravura Indômita", o "remake" dirigido pelos irmãos Joel e Ethan Coen. "Faça pouco, fale pouco. E quando alguém te pergunta algo, responda". Eesta é a ordem que Bridges segue em sua atuação, segundo explica uma reportagem publicada no jornal alemão "Die Zeit".

"Bravura Indômita", que será exibido na sessão oficial, mas fora da competição, marcará o retorno tanto dos produtores como do ator ao Festival de Berlim, depois que em 1998 o trio apresentou "O Grande Lebowsky" na mostra.

Com relação às diferenças entre ele e Wayne, que ganhou o Oscar em 1970 por sua interpretação do chefe de Polícia Rooster Cogburn, Bridges apontou: "John usava o olho esquerdo tapado, eu o direito. Não tenho ideia por que é assim. Simplesmente para mim funcionou melhor. Não tem nenhum significado político", afirmou.

O ator também revelou que o que sustenta sua base interpretativa em "Bravura Indômita" não é o filme de Wayne, de 1969, mas o roteiro. "O livro de Charles Portis é a referência, não o filme de John Wayne. Não me coloco no lugar dele, seria loucura fazer assim", avalia.

O filme dos Coen abrirá a 61ª edição do Festival de Berlim, na qual serão exibidos mais de 400 filmes, incluindo os 16 longas-metragens em competição pelo Urso de Ouro, que será entregue na noite de 19 de fevereiro.

    Leia tudo sobre: Jeff BridgesBravura Indômita

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG