VENEZA ¿ Aos 81 anos de idade, Jacques Rivette, nome fundamental da nouvelle vague, ainda mostra vitalidade. Seu ¿36 Vues Du Pic Saint Loup¿, que está na mostra competitiva do 66º Festival de Veneza, trata com delicadeza e uma bem-vinda estranheza a volta de uma filha à casa ¿ no caso, ao circo fundado por seu pai, agora morto.

Divulgação

Jane Birkin e Sergio Castellitto em cena do francês "36 Vues Du Pic Saint Loup"

A primeira cena é significativa do cinema que Rivette propõe aqui: o carro de Kate (Jane Birkin) quebra numa estradinha do interior da França. Quando finalmente avista um carro, uma Ferrari, ela acena para o motorista, que a ignora. Segundos depois, ele dá marcha-ré. Para o carro, começa a mexer no motor do automóvel de Kate, faz uma ligação direta e vai embora, sem dizer palavra.

Mais tarde, o espectador conhecerá melhor o italiano Vittorio (Sergio Castellitto), um sujeito curioso, intrometido, cheio de perguntas, por vezes irritante, mas vivo e intrigante, que vai revolucionar a trupe do pai de Kate. 36 Vues Du Saint Loup só tem a graça que tem, aliás, por conta de Castellitto, brilhante em sua leveza como Vittorio.

Leia as últimas notícias do Festival de Veneza

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.