Interpretar mulher que perdeu filho foi perturbador, diz Nicole Kidman

Australiana foi indicada ao Oscar pelo trabalho em "Reencontrando a Felicidade"

BBC Brasil |

selo

Divulgação
Nicole Kidman em cena de "Reencontrando a Felicidade"

A atriz Nicole Kidman afirmou que sua interpretação de uma mãe que perdeu o filho no filme "Reencontrando a Felicidade", pelo qual foi indicada ao Oscar, a deixou profundamente perturbada. "Eu sabia, antes de começar, que (o papel) era perigoso, mas eu não poderia prever que iria me perturbar tão profundamente", disse Kidman em entrevista à BBC.

A atriz recebeu muitos elogios da crítica por seu papel no longa que estrela junto com Aaron Eckhart. Eles interpretam Becca e Howie, um casal que luta para superar a morte do filho. Kidman afirmou que o papel foi emocionalmente exaustivo, mas ela queria enfrentar seus medos.

"Ao mesmo tempo em que me perturbou, também foi como enfrentar um de meus maiores medos e isso não é necessariamente algo ruim. E na forma como o filme e a peça foram construídos, existe muita esperança", disse. Além de Kidman, concorrem ao Oscar de melhor atriz neste ano Annette Bening, por "Minhas Mães e Meu Pai", Jennifer Lawrence, por "Inverno da Alma", Natalie Portman, por "Cisne Negro", e Michelle Williams, por "Blue Valentine".

A peça

O filme é baseado em peça de David Lindsay-Abaire, ganhador do prêmio Pulitzer. A atriz da série "Sex and the City" Cynthia Nixon ganhou um prêmio Tony de teatro por sua interpretação de Becca na Broadway. Mas Kidman afirmou que tomou a decisão de não assistir à interpretação de Nixon. "Eu li a peça, mas pensei 'não quero ver outra pessoa no papel, pois isso vai ficar marcado em mim'. E Cynthia Nixon é uma atriz tão forte que eu, provavelmente, ficaria intimidada e acabaria não fazendo", afirmou.

A atriz foi atraída para o papel quando leu uma crítica da peça. Kidman afirma que, apesar de tratar de um assunto pesado, "a crítica dizia que era engraçada e não era sentimental, além de muito, muito real". "Eu pensei: 'Ah, é assim que este assunto deve ser tratado' e foi isso que me atraiu." No longa, o casal tenta encontrar um caminho de volta para uma vida que ainda tenha a possibilidade para a beleza, alegria e felicidade.

Produtora

Kidman também foi a produtora do filme. Ela afirma que estimulou a ideia de um orçamento enxuto o que, segundo a atriz, contribuiu para que o filme fosse feito. Além disso, a atriz também teve outras ideias para economizar. "Falei: 'Nós não precisamos de trailers, vou esperar no carro se estivermos filmando na rua e você pode me avisar quando precisar que eu faça a cena' e isso economiza uma quantidade enorme de dinheiro."

A atriz também afirmou que até faria a própria maquiagem para cortar ainda mais as despesas. "Nós podemos ter apenas um maquiador para todos nós, eu posso fazer minha própria maquiagem, se for preciso. Este é o tipo de contribuição que acho muito boa."

Filhos

Logo depois da entrega do Globo de Ouro, Kidman e seu marido, o cantor country Keith Urban, anunciaram o nascimento da segunda filha do casal, por meio de barriga de aluguel. Além das duas filhas com Urban, Kidman já tinha outros dois filhos adotados com o ex-marido, Tom Cruise. Apesar dos muitos artigos sobre o bebê do casal, a atriz diz tentar "ignorar" o que a imprensa fala a seu respeito.

Kidman e o marido vivem longe de Hollywood, no Estado americano do Tennessee, para manter a privacidade da família. A atriz também contou que os papéis que aceitar no futuro vão depender de sua família, mas que talvez ela volte ao teatro. "Estou decidindo se posso fazer alguma coisa na Broadway no final do ano, estamos tentando ajeitar isto para dezembro", disse.

Assista ao trailer de "Reencontrando a Felicidade" (em inglês):

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG