Hugh Jackman comanda robôs boxeadores em "Gigantes de Aço"

Misto de ficção-científica e drama esportivo estreia neste fim de semana na América do Norte

EFE |

Divulgação
Evangeline Lilly e Hugh Jackman em "Gigantes de Aço": no futuro, boxe só com robôs
O australiano Hugh Jackman estreia neste final de semana nos Estados Unidos "Gigantes de Aço" ("Real Steel"), um filme de ficção científica sobre um ex-lutador de boxe que perde a chance de competir quando o esporte se torna proibido para humanos, substituídos por robôs.

Dirigido por Shawn Levy ("Uma Noite no Museu"), o filme também é protagonizado por Evangeline Lilly ("Lost") e o garoto Dakota Goyo, que aos 12 anos se revela uma das grandes descobertas da temporada, depois de ter aparecido em "Thor". Goyo interpreta o filho de Jackman, com quem vive uma difícil relação até o dia em que os dois resolvem juntos montar um robô para ir aos ringues.

"Após alguns dias de filmagem, o diretor se reuniu comigo e com Goyo e nos disse: deixem de ser tão agradáveis um com o outro! Sejam duros e direi se passaram do tom! E foi o que fizemos. Tenho dois filhos, e às vezes quero dizer coisas que não devo, então este filme serviu como uma terapia para mim", declarou um bem-humorado Jackman.

Essa mistura de "Rocky" com "Transformers", que estreia no Brasil em 21 de outubro, é baseada na obra "Steel", escrita em 1956 por Richard Matheson, que anos depois a adaptou para um episódio de "Além da Imaginação" protagonizado por Lee Marvin.

A família de Hugh Jackman o acompanhou em uma exibição de "Guerreiros de Aço" para a felicidade do ator, que pela primeira vez levava os filhos a um de seus filmes. "Eles foram e ficaram encantados. Se envolveram muito com a história dos robôs, e cheguei a ver neles algumas lágrimas no final do filme. A mesma coisa aconteceu com minha mãe e minha mulher, então acho que é um filme que pode agradar à toda a família."

O personagem de Jackson, Charlie Kenton, ganha a vida reconstruindo robôs antigos e juntando dinheiro em brigas ilegais, até que a aparição surpresa de seu filho, um apaixonado por tecnologia e videogames, muda sua vida. Seguindo o conselho do menino, ele constrói e treina um robô que poderia tirá-lo da penúria financeira.

nullPara interpretar com realismo o antigo boxeador, Jackman recebeu os conselhos da lenda do boxe Sugar Ray Leonard. "De todas as coisas que me ensinou, o que mais me tocou foi sua insistência em dar importância aos detalhes. Ele me disse que o espectador só acreditaria nos golpes se eu estivesse totalmente conectado com o robô. Deveria ser sua coluna vertebral. Foi um grande conselho."

Jackman, que mais uma vez apresenta sua boa forma física no filme, havia pensado inicialmente em interpretar seu personagem como alguém acima do peso, já que se tratava de de lutador afastado dos ringues por muito tempo. A aparência que apresentou nos sets, entretanto, não era a esperada pelo diretor.

"Ia rodar 'Selma', para o qual tive que ganhar muito peso, mas o filme foi cancelado três meses antes das gravações de 'Guerreiros de Aço'. Eu estava gordo, parecia um lutador de sumô, e pensei que meu personagem podia ter esse aspecto. Estava com 10 quilos a mais e não cabia na roupa que prepararam para mim, então Shawn pediu para que eu voltasse ao meu peso habitual", disse o ator.

Para 2012, Jackman prepara diversos projetos. Primeiro vai encarnar o protagonista de "Les Misérables" ("Os Miseráveis"), dirigido por Tom Hooper (ganhador do Oscar por "O Discurso do Rei"), e depois voltará aos palcos da Broadway antes de usar novamente as garras de Wolverine.

    Leia tudo sobre: gigantes de açohugh jackmancinema

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG