Governo cria prêmio de cinema para coproduções sul-americanas

Ministério das Relações Exteriores lança concurso para incentivar a troca entre as cinematografias dos países da região

EFE |

Divulgação
Cena de "Leonera", coprodução entre Brasil e Argentina
O Ministério das Relações Exteriores anunciou nesta quarta-feira (28) a primeira edição de um concurso para escolher a melhor coprodução cinematográfica sul-americana, que, por sua vez, receberá um prêmio de 90 mil reais.

Siga o iG Cultura no Twitter

Segundo as normas divulgadas em comunicado, o primeiro "Concurso Itamaraty Para o Cinema Sul-americano" só aceitará os filmes produzidos em conjunto por pelo menos dois países da região.

Cada um dos 12 países sul-americanos poderá inscrever dois filmes, que deverão ser escolhidos "pela autoridade audiovisual" de cada nação, acrescenta a nota.

De acordo com o Ministério das Relações Exteriores, este prêmio foi criado com a intenção de "incentivar a troca entre as cinematografias da América do Sul e ajudar no desenvolvimento de um espaço regional cada vez mais integrado no âmbito cultural".

Depois de inscritos, os filmes serão examinados por um júri, cujos membros ainda não foram nomeados, e serão exibidos no sétimo Festival de Cinema Latino-americano de São Paulo, que será realizado entre os dias 12 e 19 de julho.

Na cerimônia de encerramento desse festival, o diretor do filme premiado receberá o prêmio das mãos de um representante do Ministério das Relações Exteriores.

    Leia tudo sobre: prêmiocinema sul americanoitamaraty

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG