Giuseppe Tornatore é o primeiro italiano a abrir Veneza em duas décadas

VENEZA ¿ Ser o filme de abertura de um festival de cinema é sempre uma honra. No caso de ¿Baarìa¿, de Giuseppe Tornatore, mais ainda: quando o filme for exibido na abertura oficial, na Sala Grande do Palazzo Del Cinema no Lido, às 19h (horário local, cinco horas à frente de Brasília) desta quarta-feira (02), será a primeira vez em duas décadas que um italiano abre o Festival de Veneza.

Mariane Morisawa, enviada especial a Veneza |

Divulgação

"Baarìa", de Giuseppe Tornatore, passa por um século de história na Itália

Baarìa, que os jornalistas assistem antes da sessão oficial, na manhã desta quarta, volta à Sicília do cineasta Giuseppe Tornatore, que fez um retrato carinhoso e emocionante da região em Cinema Paradiso, vencedor do Oscar de filme estrangeiro em 1990. Aqui, ele percorre um século de história, entre 1910 e os dias de hoje, de uma única família, do avô Nino ao neto Pietro, passando por Peppino. Grandes nomes do cinema italiano, como Monica Bellucci, Raoul Bova e Luigi Lo Cascio, fazem pequenas pontas.  

Para um país que é terra de cineastas como Luchino Visconti ¿ o diretor rodou, nesta mesma ilha comprida e estreita, seu Morte em Veneza ¿, Federico Fellini, Michelangelo Antonioni, Vittorio De Sica, entre tantos e tantos outros, a situação atual é de chorar. Uma prova são os longas-metragens exibidos aqui no ano passado, dos quais se salvava apenas Terra Vermelha, de Marco Bechis, uma co-produção com o Brasil. Il Papà di Giovanna, Un Giorno Perfetto e principalmente o revoltante Il Seme della Discordia envergonham a história do cinema italiano. Gomorra e Il Divo, apresentados em Cannes no ano passado, provaram ser apenas exceções à regra.

Há que se esperar que Baarìa, ao lado dos outros italianos em competição ¿ Il Grande Sogno, de Michele Placido, sobre o desejo de revolução dos anos 1960, Lo Spazio Bianco, de Francesca Comencini, sobre o drama de uma mãe, e La Doppia Ora, filme de horror de Giuseppe Capotondi ¿ não façam tremendo papelão.
Neste primeiro dia, os jornalistas veem ainda The Road, dirigido por John Hillcoat e baseado no romance do badalado escritor Cormac McCarthy ¿ autor de Onde os Fracos Não Têm Vez, também adaptado para o cinema.

Viggo Mortensen e Charlize Theron estão no elenco deste drama sobre um homem que vaga com seu filho pelos Estados Unidos, depois de uma tragédia que abateu boa parte da humanidade. No caminho, ele precisa se defender dos bandos de canibais que atacam os viajantes e manter a esperança de chegar a um lugar melhor.

Leia as últimas notícias do Festival de Veneza

    Leia tudo sobre: festival de venezagiuseppe tornatore

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG