Filme sobre cotas para castas mais baixas cria polêmica na Índia

Após ameaças de protestos, diretor concordou em editar "Aarakshan" antes da estreia

Reuters |

Divulgação
Cartaz do filme "Aarakshan"
Um filme indiano sobre a discriminação contra "os intocáveis" tem sido alvo de controvérsias e protestos realizados por grupos de castas obrigaram os produtores a remover partes do filme, ressaltando as profundas tensões sociais existentes na nova potência econômica.

"Aarakshan", que significa reserva, explora as cotas para as castas mais baixas nas instituições públicas e educacionais, ação afirmativa que as castas mais altas, geralmente os indianos mais ricos, consideram uma iniciativa que está roubando as vagas em empregos e universidades.

Siga o iG Cultura no Twitter

O filme, estrelando os astros de Bollywood Amitabh Bachchan e Saif Ali Khan, retrata a vida de um professor idealista que acredita que as cotas têm como objetivo oferecer oportunidades aos setores mais fracos da sociedade para ajudá-los a ter sucesso com seus próprios méritos.

Mas muitos grupos de castas reclamaram que o filme os retratava sob um ponto de vista negativo por conta de algumas cenas em que os personagens dizem que os intocáveis, conhecidos como "Dalits", são sujos e servem para engraxar sapatos dos socialmente superiores.

Por trás da modernização e do crescente cosmopolitismo da Índia, movidos pelo acelerado crescimento econômico, a casta é uma presença constante, influenciando desde a escolha de governos até negando o acesso a serviços básicos como água e educação.

"Enquanto o tema geral do filme não é contestável, está carregado de diálogos anti-Dalit e anti-cotas", disse P.L. Punia, presidente da comissão nacional para castas e tribos da mídia local. "Aarakshan fracassou. Provavelmente irá criar uma tensão na comunidade", acrescentou.

Depois de ameaças de protestos em Mumbai e a proibição do filme em dois estados, Punjab e Uttar Pradesh, o diretor Prakash Jha concordou em alterar o filme para sua estreia em 12 de agosto.

A polícia prendeu manifestantes nos últimos dias, segundo jornais locais, enquanto os dois principais atores do filme aumentaram sua segurança pessoal.

"As cotas são uma questão sensível, mas precisamos manter isso em mente. Razões políticas podem estar por trás da proibição do filme. Farei os cortes adequados, como foi sugerido", disse Jha, conhecido por seus filmes controversos de temas como corrupção e política de dinastias.

Quase 65 anos de democracia desde a independência em 1947 amenizaram algumas das piores formas de discriminação de castas na Índia, banida pela constituição, mas mesmo famílias educadas e abastadas no país ainda se opõem ao casamento entre castas.

    Leia tudo sobre: bollywoodindia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG