Filme ¿Rio¿ pré-estreia com sessão aberta no Complexo do Alemão

Desconhecidos do público local, os atores Anne Hathaway e Jesse Eisenberg visitam a favela recém-ocupada pela polícia para divulgar o longa

Flávia Salme, iG Rio de Janeiro |

Enfileirados na porta do CineCarioca Nova Brasília, no complexo de favelas do Alemão, cerca de 60 alunos das escolas municipais Affonso Várzea e Professora Vera Saback ignoravam a fama das estrelas hollywoodianas Anne Hathaway e Jesse Eisenberg. Mesmo assim, debaixo de sol forte, e com apenas um pacote de pipoca salgada nas mãos, estavam todos animados com o privilégio. Foram convidados para a primeira sessão aberta ao público na pré-estreia da animação “Rio” , do diretor brasileiro Carlos Saldanha, para o qual os astros internacionais empresam suas vozes . A estreia oficial está marcada para o dia 8 de abril.

Léo Ramos
Ator caracterizado de Blu, personagem principal de "Rio", anima as crianças na favela
Enquanto as crianças esperavam a chegada da “Rainha Branca” do filme “Alice” (de Tim Burton), e de “Mark Zuckerberg”, de “A Rede Social” (de David Fincher), um ator caracterizado de Blu – a arara azul que é o personagem principal do filme – entretinha as crianças com penas vistosas, que lhe cobriam da cabeça aos pés sob forte calor.

“Ele não poderia passar mais de 20 minutos com a fantasia”, disse, preocupada, uma funcionária da equipe de divulgação.

Mas não teve jeito. Embora a assessoria de imprensa tivesse informado que o evento começaria às 9h30, Anne Hathaway e Jesse Eisenberg só chegaram à favela por volta das 10h50, ciceroneados pelo prefeito Eduardo Paes .

“Esse aqui é o carioca que fez o filme”, repetia o prefeito ao apresentar Saldanha para as crianças. “E esses aqui são os atores”, destacou Paes apontando para Eisenberg e Hathaway, que deram voz a Blu e Linda – que protagonizam a história.

“Você assistiu Alice no País das Maravilhas?”, perguntou o iG a Iara dos Santos Felipe, de 9 anos. “Não. Só fui ao cinema uma vez, para ver o filme do Justin Bieber ”, respondeu a menina. “Mas quero assistir esse filme (“Rio”). Cinema é legal”, acrescentou Iara. Assim como seus colegas de turma, a estudante desconhecia que o longa retrata a cidade em que ela mora, o Rio de Janeiro, e que o diretor Carlos Saldanha é brasileiro.

Apesar da presença de Hathaway e Eisenberg, o filme exibido no Complexo do Alemão foi apresentado em português pelo dubladores Gustavo Pereira e Sylvia Salustti.

Anne Hathaway cumprimenta crianças em português

Com dois “tererês” no cabelo (mechas amarradas por linhas de crochê), Anne Hathaway chegou ao Complexo do Alemão com um shortinho curto cáqui, blusa branca, óculos escuros e um chapéu estilo Panamá. Simpática, a apresentadora da cerimônia do Oscar 2011 distribuiu sorrisos e apertou as mãos de estudantes que a aguardavam na entrada do cinema.

Léo Ramos
Simpática, Anne Hathaway cumprimentou as crianças do Complexdo de Alemão e até arriscou a falar algumas palavras em português

Jesse Eisenberg pareceu não ter levado em conta o calor local e chegou com uma camiseta preta e calça jeans. Ele também estava animado. Junto com a colega de dublagem, posou para fotos e distribuiu sorrisos.

Léo Ramos
Estudante se diverte com óculos 3D
Quando todos já estavam acomodados nas poltronas de couro do cinema, e munidos de óculos 3D – o CineCarioca é o primeiro com esta tecnologia construído em uma favela no Brasil –, Saldanha subiu ao palco e disse que “se todos estudarem e seguirem o caminho certo poderão ser o que quiserem”.

Hathaway conquistou a plateia quando desejou “bom dia” a todos em português. Depois não teve mais jeito e a atriz contou com a ajuda de Saldanha para ter sua fala traduzida. “Ela disse que está muito feliz e que tem a certeza de que todos que estão aqui eceberam um prêmio por serem bons alunos”.

Eisenberg só falou em inglês. Agradeceu a oportunidade de conhecer o Complexo do Alemão e lembrou a todos de usarem o óculos 3D para que vissem “tudo certinho”.

Os alunos, a maioria entre 9 e 11 anos, foram estimulados a fazer pergunta aos atores. Três se prontificaram. Queriam saber sobre o processo de dublagem e a idade das estrelas americanas: “28 e 27”, responderam Hathaway e Eisenberg, respectivamente. Após o início da sessão, a equipe do filme e o prefeito Eduardo Paes deixaram o cinema.

Exército e obras para receber os visitantes

Léo Ramos
Militares do Exército reforçam a segurança na favela Nova Brasília
Embora o Complexo do Alemão esteja ocupado pela polícia desde novembro do ano passado, militares do Exército garantiram reforço na segurança em torno do cinema, que está instalado na favela Nova Brasília.

Para não fazer feio diante das visitas estrangeiras, uma limpeza especial foi promovida na região, já que obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) ainda são realizadas na área. Um funcionário pintava de branco pedaços de madeira que estavam à mostra, enquanto funcionárias do cinema varriam a entrada principal do espaço para retirar a poeira.

Depois da sessão para convidados, senhas foram distribuídas aos moradores para outras três exibições abertas do filme, programadas para esta sexta-feira (25), às 13h, 15h e 17h. Inaugurada em dezembro de 2010, com 93 poltronas, a sala de cinema do complexo de favelas já realizou 151 sessões, assistidas por 8.697 espectadores. Os ingressos custam R$ 8 (inteira) e R$ 4 (meia), já que há subsídio da Prefeitura e patrocínio da Oi, empresa controladora do iG .

    Leia tudo sobre: complexo do alemãoAnne HathawayJesse EisenbergRio

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG