Filme com Bruno Ganz se destaca no Festival de San Sebastián

Considerado o melhor até agora, longa alemão dividiu dia com Coreia e Espanha

EFE |

Divulgação
Senta Berger e Bruno Ganz no drama alemão "Colours in the Dark"
O ator suíço Bruno Ganz se destacou ontem na seção oficial do Festival Internacional de Cinema de San Sebastián (norte da Espanha), em uma jornada com diferentes versões da morte e da comédia, da mais pura qualidade, e que andaram de mãos dadas. Enquanto o alemão Colours in the Dark , protagonizado por Ganz, fala sobre eutanásia, o sul-coreano I Saw the Devil , de Kim Ji-Won, se lança a uma orgia de sangue e assassinatos e o espanhol El Gran Vázquez se coloca do outro lado da balança com uma comédia besteirol.

Em Colours in the Dark , Ganz divide a telona com a austríaca Senta Berger e o longa já é considerado o melhor dos três apresentados. O filme dirigido por Sophie Heldman fala sobre um casal junto há 50 anos que vê sua vidinha perfeita se desmoronar quando o marido é diagnosticado com câncer de próstata. O longa revela que "a vida não existe sem o amor", explicou em entrevista coletiva a cineasta. Segundo ela, quando se aproxima do final do filme, nos damos conta que "todos nós temos grandes perguntas sobre como viver os últimos momentos da vida".

Já o filme do sul-coreano Kim Ji-won fala de morte de uma forma que muitos na sessão não foram capazes de terminar de ver. A obra trata da violência extrema em uma história de vingança sobre um agente secreto que procura o assassino em série que acabou com a vida de sua namorada. Um filme sobre violência na sociedade atual que o diretor quis discutir se é necessário se transformar em um diabo para castigar o próprio diabo. Assim explicou em entrevista coletiva Kim Ji-won, que preferiu não ter piedade com o "mocinho" do filme, como costuma acontecer normalmente nas telonas. Após uma fase sangrenta, o protagonista se redime de alguma forma.

Como contraponto à morte e aos assassinatos, uma grande comédia, o espanhol El Gran Vázquez . Dirigido por Óscar Aibar e protagonizado por Santiago Segura, o fllme presta homenagem a um dos desenhistas mais importantes da história em quadrinhos da Espanha, Manuel Vázquez. O filme adota a estética do mundo da história em quadrinhos no qual vive o protagonista e que esfumaça a linha entre a realidade e a ficção na narração da vida do personagem. Três filmes muito diferentes que antecedem à chegada, hoje, de um dos carros fortes da competição pela Concha de Ouro, Mistérios de Lisboa , do chileno Raúl Ruiz, que apresentará em San Sebastián uma produção portuguesa de quatro horas e meia de duração.

    Leia tudo sobre: bruno ganzfestival de san sebastián

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG