Estúdios de filmagens de "Harry Potter" serão abertos ao público

Por 80 reais em média, os visitantes poderão conhecer o mundo mágico de Hogwarts e seus segredos

EFE |

Divulgação
Cena de "Harry Potter e as Relíquias da Morte - Parte 2"
Os fãs de Harry Potter poderão entrar no mundo mágico criado pela escritora J.K. Rowling graças à abertura ao público dos estúdios da Warner Bros. de Londres, onde foram gravados os oito filmes da série.

Siga o iG Cultura no Twitter

Dois anos após terminar "Harry Potter e as Relíquias da Morte: Parte 2", os estúdios de gravação de Watford, ao norte de Londres, com 14 mil metros quadrados, abrirão novamente suas portas a partir deste sábado para mostrar os segredos das filmagens da saga.

Durante os passeios guiados pela instalação, os visitantes poderão caminhar entre os cenários dos filmes, ver de perto os milhares de objetos mágicos criados e descobrir alguns dos efeitos especiais que maravilharam milhões de espectadores.

"É uma oportunidade única de mostrar o incrível trabalho e o talento que há por trás de cada cena. Pegamos os sets de filmagem, os vestidos e todos os objetos utilizados para que todo mundo possa admirá-los", disse nesta quinta-feira o vice-presidente dos estúdios, Dan Dark.

O ingresso para a nova atração, que contará com a presença de alguns dos protagonistas dos filmes na cerimônia de abertura, custará 28 libras (pouco mais de R$ 80) para adultos e 21 libras (R$ 60) para as crianças.

Leia também: Franquia "Harry Potter" ultrapassa R$ 10,9 bilhões de arrecadação

A partir do momento em que as grandes portas de madeira se abrem para dar passagem ao Grande Salão da Escola de Hogwarts, o visitante é absorvido pelo fantástico mundo de Harry Potter.

"Quando cheguei, me senti de novo aquele menino de 12 anos que entrou pela primeira vez em um set de filmagem. Para mim este estúdio foi como minha segunda casa. Cresci e estudei aqui, mas ainda fico impressionando", declarou Rupert Grint, ator que interpreta o melhor amigo de Harry, Ron Weasley.

Além do Grande Salão, também estarão abertos o quarto do bruxinho na torre de Gryffindor, o escritório do diretor da escola, Albus Dumbledore; a sala de poções com centenas de frascos e ingredientes e o esconderijo do bondoso Hagrid.

Em uma área adjacente, os visitantes podem passear pela Rua dos Alfeneiros, onde vivem os tios de Harry Potter, e pelo mítico Beco Diagonal, onde ficam o Banco Gringotes, a loja de varinhas mágicas Ollivander e a loja dos irmãos Fred e George Weasley.

Além dos cenários dos filmes, milhares de objetos como vassouras voadoras, livros antigos, bolas de quadribol e símbolos da saga como a pedra filosofal e o cálice de fogo estão expostos nos estúdios para mostrar ao público o meticuloso trabalho artesanal preparado antes de cada filme.

Embora um bom mago nunca revele seus truques, a visita também mostra ao espectador alguns dos efeitos especiais utilizados nos feitiços, explosões e para criar os dragões, elfos, aranhas gigantes e os terríveis dementadores que aparecem nas aventuras de Harry, Ron e Hermione.

No final do percurso, os visitantes poderão ver um dos artigos mais curiosos da amostra: uma maquete da escola Hogwarts utilizada para realizar os planos gerais do castelo, construída durante o primeiro filme da série e que é rica em detalhes - possui 300 luzes de fibra ótica para simular a iluminação do edifício.

Os organizadores esperam que, em pouco tempo, os cenários se transformem em um centro de peregrinação para os milhões de fãs do mago em todo mundo e, além disso, mostrem o valor cinematográfico das instalações.

"Para estudantes e cinéfilos é uma grande oportunidade de aprender o processo de fazer um filme", destacou David Heyman, produtor da saga.

    Leia tudo sobre: harry potter

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG