"Dragonslayer" leva prêmio de melhor documentário no Hot Docs

Filme sobre skatista sem horizontes cativou júri do festival canadense

EFE |

Divulgação
Cena do documentário "Dragonslayer"
O americano "Dragonslayer" venceu o prêmio de Melhor Documentário Internacional do festival Hot Docs, o maior da América do Norte voltado apenas a documentários. O italiano "The Castle", por sua vez, levou o prêmio especial do júri do evento, realizado em Toronto, no Canadá.

A láurea de Melhor Documentário de Média Metragem ficou com o russo "Our Newspaper", enquanto o prêmio de Melhor Documentário Curta-Metragem foi dedicado ao holandês "Flying Anne". "Family Portrait in Black and White", da diretora Julia Ivanova, foi eleito o Melhor Documentário canadense.

Ao conceder o prêmio principal a "Dragonslayer", do diretor Tristan Patterson, o júri do Hot Docs disse ter ficado "cativado por um anti-herói em uma sociedade capitalista e niilista em declínio". "Dragonslayer" conta a história de Skreech, um jovem americano que percorre a Califórnia com seu skate e uma mochila sem preocupar-se com o futuro, apesar de sua adolescência escapar-lhe em grande velocidade.

Já o italiano "The Castle", dos diretores Massimo D'Anolfi e Martin Parenti, aborda as medidas de segurança do aeroporto de Malpensa, em Milão, desde apreensões de droga a inspeções de carga que descobrem produtos surpreendentes.

O festival, que teve início em 28 de abril e seguirá até domingo, programou para este ano 190 documentários de todo o mundo. Na segunda-feira, o júri do Hot Docs anunciará o prêmio dedicado ao melhor documentário eleito pelo público e os 10 filmes preferidos da audiência.

    Leia tudo sobre: hot docsdocumentáriodragonslayer

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG