Ele é excitante demais', disse a atriz que interpreta Margaret Thatcher em 'A Dama de Ferro

Meryl Streep em
Divulgação
Meryl Streep em "A Dama de Ferro"
Ela já foi indicada ao Oscar 16 vezes, um recorde, e ganhou duas. Mesmo assim, Meryl Streep diz que ainda cobiça a estatueta dourada.

Faz mais de três décadas que a atriz, de 62 anos, concorreu pela primeira vez, disputando o Oscar de coadjuvante por "O Franco Atirador".

No ano seguinte, ganharia nessa categoria por "Kramer vs. Kramer", e em 1982 levaria o prêmio de melhor atriz por "A Escolha de Sofia".

Siga o iG Cultura no Twitter

Desde então, ela já voltou em 12 ocasiões, e sempre saiu de mãos vazias. Agora, volta a ser apontada como favorita, como a protagonista de "A Dama de Ferro", interpretando a ex-primeira-ministra britânica Margaret Thatcher.

Nesta quinta-feira, questionada numa entrevista à rádio BBC sobre se ainda se importa com o Oscar, ela respondeu:

"Infelizmente, ele ainda importa. Ele é excitante demais, é mesmo. Lembro da primeira vez que eu fui, e (Laurence) Olivier estava lá, e eu estava ao lado de Gregory Peck, e Bette Davis estava atrás de mim. Ou seja, faz muitos anos que vou nesse negócio, mas ele ainda é o que há".

Ela descreveu "A Dama de Ferro" - no qual interpreta Thatcher no auge do seu poder e depois como uma anciã desmemoriada - como um "'(Rei) Lear' para meninas".

Leia também: Thatcher de Meryl Streep chega aos cinemas envolvido em polêmica

"Diz respeito ao fim de jogo e a como o poder diminui, como abrimos mão das coisas, e essa é a parte que realmente me interessa."

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.