Cinco filmes dos EUA concorrem no Festival de Veneza

Com dois brasileiros fora da disputa, evento busca prestígio com nomes conhecidos da indústria

AE |

Divulgação
Cena do longa-metragem Somewhere , de Sofia Coppola, que concorre ao Leão de Ouro em 2010
Lope , de Andrucha Waddington, fora de concurso, e o curta-metragem O Mundo É Belo, de Luiz Pretti, na mostra paralela Horizontes, são os únicos brasileiros no 67.º Festival de Veneza, que começa dia 1.º de setembro. O chileno Post Morten , de Pablo Larraín, é o único representante latino-americano entre os concorrentes ao Leão de Ouro do mais antigo festival de cinema do mundo. Todo o restante é formado por norte-americanos, europeus (italianos, sobretudo, com quatro concorrentes) e alguns asiáticos.

A mostra concentra esforços em alguns nomes conhecidos, que dão prestígio a um festival, como Sofia Coppola, filha de papa Francis Ford, que estará no Lido com seu Somewhere . Outro americano cult é Vincent Gallo, sempre promessa de polêmica e escândalo, que concorre com Promises Written in Water . Eles são a ponta talvez mais expressiva da alentada delegação americana, composta de cinco títulos apenas no concurso principal, que tem 22 concorrentes.

La Pecora Nera , de Ascanio Celestino, La Solitudine dei Numeri Primi , de Saverio Costanzo, Noi Credevamo , de Mario Martone, e La Passione, de Carlo Mazzacuratti, são os concorrentes locais.

O festival de Veneza 2010 chega com algo que pode, de fato, ser considerado inovador na estrutura da sua mostra Horizontes, da qual participa o brasileiro Luiz Pretti. Ela agora abriga "novas tendências" do cinema mundial, sem discriminação de formatos, suportes ou gêneros. Dela participam tanto longas quanto curtas-metragens, sejam documentários, obras de ficção ou animações.

Confira a lista de filmes concorrentes:

Black Swan : De Darren Aronofski (EUA)

La Pecora Nera : De Ascanio Celestino (Itália);

Somewhere : De Sofia Coppola (EUA);

Happy Few : De Antony Cordier (França);

La Solitudine dei Numeri Primi : De Saverio Costanzo (Itália);

Silent Souls : De Aleksei Fedorchenko (Rússia);

Promises Written in Water : De Vincent Gallo (EUA);

Route to Nowhere : De Monte Hellman (EUA);

Balada Triste de Trompeta : De Álex de la Iglesia (Espanha);

Venus Noire : De Abdellatif Kechiche (França);

Post Morten : De Pablo Larraín (Chile);

Barney's Version : De Richard J. Lewis (Canadá);

Noi Credevamo : De Mario Martone (Itália);

La Passione : De Carlo Mazzacuratti (Itália);

13 Assassins : De Takashi Miike (Japão);

Potiche : De François Ozon (França);

Meek's Cutoff : De Kelly Reichardt (EUA);

Miral : De Julian Schnabel (EUA, Canadá, Itália);

Norvegian Wood : De Ahn Hung Tran (Japão);

Attenberg : De Attina Rachel Tsangari (Grécia);

Detective Dee and the Mistery of the Phanton Flame : De Hark Tsui (China);

Drei : De Tom Tykwer (Alemanha).

    Leia tudo sobre: Festival de Veneza

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG