CCBB do Rio faz mostra em homenagem a Elizabeth Taylor

Programação vai de sexta, 25, a domingo, 27, com entrada gratuita

iG São Paulo |

Reuters
Elizabeth Taylor em "De Repente, No Último Verão" (1959)
O Centro Cultural Branco do Brasil do Rio de Janeiro preparou uma homenagem para a atriz Elizabeth Taylor, morta nesta quarta, 23, de problemas cardíacos. De sexta, 25, a domingo, 27, o CCBB traz uma pequena mostra com importantes filmes do currículo da atriz. A entrada é gratuita.

A programação começa às 21h de sexta, com a exibição de "Cleópatra" (1963). No sábado há duas sessões: às 21h será exibido "Um Lugar ao Sol" (1951) e às 23h "De Repente, no Último Verão" (1959). A mostra será encerrada no domingo, às 21h, com a exibição de um filme surpresa.

Elizabeth Taylor ficou conhecida em todo o mundo por sua beleza estonteante, seu talento e seus dramas na vida real. Simbolizou o glamour dos "anos dourados" do cinema norte-americano. Considerada uma das últimas divas da antiga Hollywood, a atriz começou a atuar ainda pequena, sendo reconhecida com Oscar ao longo de sua carreira, por "Disque Butterfield 8", em 1961, e "Quem Tem Medo de Virginia Woolf?", em 1967, além de ter obtido outras três indicações – em 1958, por "A Árvore da Vida"; em 1959, por "Gata em Teto de Zinco Quente"; e em 1960, por "De Repente, No Último Verão". A eterna Cleópatra teve sete maridos e se casou por oito vezes (duas com Richard Burton), além de posar ao lado de diversos namorados e amantes. Lutou por anos contra a dependência das drogas e do álcool e dos distúrbios alimentares.

Internada no início do mês passado no hospital Cedars-Sinai, em Los Angeles, Liz Taylor se tratava há semanas. Michael Wilding, um dos filhos da atriz, divulgou um comunicado: "Sempre seremos inspirados por sua contribuição ao mundo".

Apesar da internação e de complicações recentes, a condição de Taylor era considerada estável e esperava-se que a atriz se recuperasse e pudesse voltar para casa. Em 2009, Taylor havia sido submetida a uma cirurgia para substituir uma válvula defeituosa no coração. Ela usava uma cadeira de rodas há mais de cinco anos para lidar com sua dor crônica.

SERVIÇO
Maratona Liz Taylor
De sexta, 25, a domingo, 27 de março
Centro Cultural Banco do Brasil (Rua Primeiro de Março, 66, Rio de Janeiro)
Entrada gratuita

    Leia tudo sobre: elizabeth taylorhollywood

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG