Bruno Mazzeo: ¿Não levo a sério nenhum tipo de rótulo¿

Ator e roteirista de ¿Cilada.com¿, ele fala dos desafios na carreira

Valmir Moratelli, iG Rio de Janeiro |

Fabrizia Granatieri
Bruno Mazzeo, roteirista e protagonista do filme "Cilada.com"

Leia também: Confira detalhes dos bastidores do filme “Cilada.com”

iG: Qual é o maior desafio de se fazer cinema a partir de um programa de TV?
BRUNO MAZZEO
: Cara, o problema é contar uma história sem parecer que pegamos e esticamos um programa para caber num tempo de cinema. É preciso que as pessoas percebam que aquilo ali vale a pena ser contado, e só deve ser contado, daquela forma, naquele formato.

iG: Ao contrário do programa, que seu personagem tem uma namorada, no cinema você está solteiro. Há uma diferença no tipo de humor?
BRUNO MAZZEO
: Mantivemos esta linha das comédias envolvendo as tramas de casal. São as mesmas ciladas, só que agora o personagem Bruno faz de tudo para ficar com alguém.

iG: Por que você, que é roteirista do filme, manteve o seu nome no personagem?
BRUNO MAZZEO
: A ideia era causar uma certa confusão mesmo, por mais que não seja eu ali em cena, é um personagem. Quer dizer, sempre tem um quê de autobiográfico. Mas é também um pouco de reality show, mas um reality show falso.

iG: Quais sãos seus próximos projetos para o cinema?
BRUNO MAZZEO
: No dia 12 de novembro estreia “Muita calma nesta hora”. No começo do ano filmo o “E aí, comeu?”, com Marcos Palmeira e Ermilio Orciollo Neto. O roteiro também é meu. Também devo fazer, apenas como ator, o longa “Jardim Perfumado”, com Pedro Neschling. Mauricio de Farias me chamou para um papel em outro filme, “Apolo”... É muita coisa ( risos ). Não tenho tempo para mais nada.

iG: Você é apontado como uma das novas caras do humor. Isso te dá que grau de responsabilidade?
BRUNO MAZZEO
: Fui criado em família de artistas, então é ambiente mais do que propício para, desde sempre, perceber que não se pode levar a sério nenhum tipo de rótulo. Não é o artista a coisa mais importante, o que conta é sua obra. Faço um trabalho atrás do outro pensando exatamente nisso.

    Leia tudo sobre: bruno mazzeocinemacilada.combastidoresset visit

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG