Brasil é destaque no Festival de Cinema de Taipé

Evento apresenta 30 filmes que enfocam o Rio de Janeiro e o cinema brasileiro

EFE |

Divulgação
O longa-metragem de José Padilha, Tropa de Elite , abriu o Festival Internacional de Cinema de Taipé
O Festival Internacional de Cinema de Taipé de 2010 se centrará no olhar cinematográfico da cidade do Rio de Janeiro e no cinema brasileiro, especialmente o dos diretores Suzana Amaral e Héctor Babenco. Nesta edição, que vai de 25 de junho a 15 de julho, serão apresentados 152 filmes, procedentes de China, Hong Kong, Taiwan e de outros 30 países.

"Entre os filmes, há 30 do Brasil, incluindo Tropa de Elite , que abriu o festival", disse à Agência Efe a porta-voz Jane Yu. "O Brasil é um país de grande atrativo e os filmes apresentam sua variada realidade social e cultural, de um modo direto e chocante para a sensibilidade taiuanesa", disse à Efe Lucía Chen, diretora do Instituto das Américas na Universidade Tamkang.

Além disso, o Rio de Janeiro é considerado uma cidade mítica em Taiwan, onde todos conhecem seu carnaval, suas praias e a famosa estátua do Cristo Redentor. "O Rio evoca nos taiuaneses o exotismo, as praias, sua exuberante beleza, a modernidade, mas também as favelas, os meninos de rua e outros aspectos", diz a diretora universitária.

Na ilha, o filme Cidade de Deus foi um grande sucesso de bilheteria e "serviu para apresentar ao público a situação das favelas, dos meninos de rua, da droga e de outras realidades impensáveis em Taiwan", acrescenta Lucía. Cerca de 24 diretores e atores estrangeiros participarão do festival, incluindo Aluizio Abranches, diretor do filme Do Começo ao Fim , além do ator José Wilker.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG